Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Técnico vê acerto próximo e Henry deve ser emprestado ao Arsenal

Depois de fazer mistério no início da semana, o técnico Arsene Wenger revelou que o acerto para o retorno do atacante Thierry Henry, que jogou no Arsenal entre 1999 e 2007, está próximo de acontecer. Embora ressalte que não tem o negócio finalizado, o comandante já começa a falar como se o atleta, que tem vínculo com o New York Red Bulls, dos Estados Unidos, e será emprestado por dois meses ao time inglês, fizesse parte do elenco gunner.

‘Poderá ser apenas positivo [o acerto com Henry]’, disse o esperançoso treinador. ‘Ele é um talento excepcional, tem qualidade, e pode ajudar os jogadores dentro e fora dos gramados. Henry ainda tem classe e tranquilidade’, elogiou o comandante, que, por outro lado, tenta não colocar pressão no ídolo de sua torcida.

‘Precisamos ter calma. Ele tem 34 anos de idade e precisa de duas semanas para entrar em forma. Henry está aqui para ajudar, não para, de repente, tornar-se nosso principal jogador’, ressaltou Wenger, sobre o jogador que marcou 226 gols com a camisa do time londrino.

Jogando nos Estados Unidos, Henry irá se aproveitar do período de recesso na Liga de futebol do país para jogar nos próximos dois meses em Londres – acerto parecido com o de David Beckham e Milan, quando o meia inglês atuava pelo Los Angeles Galaxy, também norte-americano.

Confirmando a negociação, o Arsenal conseguirá usar Thierry Henry até o final de fevereiro. Neste período, o jogador poderá atuar em sete jogos do Campeonato Inglês, em que o clube luta para entrar no grupo que assegura vaga à Liga dos Campeões da Europa, além de encontros da FA Cup e o primeiro embate com o Milan, pelas oitavas de final da Champions League.