Retorno de Andrezinho ao Bota minimiza ausência de Maicosuel e Loco

As lesões e suspensões enfrentadas pelo Botafogo neste Campeonato Carioca vêm prejudicando o trabalho do técnico Oswaldo de Oliveira, que apesar de manter o esquema tático pré-definido no ínicio da temporada, precisa lidar com uma série de desfalques para armar o time titular. Dessa vez, o treinador terá que conciliar o retorno do meia Andrezinho com as possíveis ausências de Maicosuel e Loco Abreu.

O uruguaio apresentou uma lesão na última semana e não pôde defender o Botafogo na última rodada da Taça Guanabara, quando a equipe venceu o Macaé por 3 a 0 e garantiu presença na próxima fase da competição. Já Maicosuel recebeu o terceiro cartão amarelo na partida e sua presença diante do Fluminense, na próxima quinta-feira, está descartada.

Com isso, o retorno de Andrezinho ganha ainda mais importância para o comandante alvinegro, que agora precisará analisar o esquema tático montado durante o Estadual para suprir os desfalques nesta semifinal. Oswaldo de Oliveira inovou ao colocar três armadores abastecendo o ataque comandado por Loco Abreu e a ausência de nomes fortes para compor este meio-campo poderão forçar a adoção de uma postura mais convencional.

O certo é que o atacante Herrera deverá ser o principal nome do setor ofensivo botafoguense caso o avançado uruguaio não recupere condições de jogo. Ao lado do argentino, Oswaldo poderá optar pela entrada de um novo centroavante e formar o sistema de criação com Andrezinho, mas a preferência do técnico por um esquema que consiga surpreender o Fluminense deverá levar a definição do time para a próxima quarta-feira, quando o clube finalizará a preparação para o clássico.