Recém-chegado e aplaudido, Wilson Matias pede força a afastados

Estrear com o time precisando ganhar por três gols de diferença para se manter vivo em uma competição e salvar o semestre não é a situação vislumbrada por nenhum jogador, mas foi o que encarou e passou com louvor o volante Wilson Matias na última quinta-feira, quando entrou como titular no meio-campo da Portuguesa e teve atuação segura na goleada por 4 a 0 sobre o Juventude, que deu à Lusa a vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil.

O esforço e o bom futebol agradaram tanto aos olhos daqueles pouco mais de 700 torcedores presentes ao Canindé que ao ser substituído, na etapa final, o jogador saiu aos gritos de ‘Matias’, Matias’.

Contente pela recepção no novo clube, com o qual assinou contrato apenas no começo da semana e já teve de encarar o difícil embate, o meio-campista apontou que a confiança era o princípio básico para a reação do time.

‘Era uma situação complicada, porque acabei de chegar, vindo de outra realidade, e tive que me adaptar rapidamente. Mas a recepção do grupo, da comissão e da diretoria foi tão boa que isso ficou mais fácil. Só precisávamos ganhar para adquirir confiança, e foi isso que falei para eles’, declarou.

Para o jogador, de nada adianta os rubro-verdes ficarem abalados pelas críticas dos aficionados. ‘Torcida é emoção, às vezes pega no pé, mas a confiança tem que prevalecer. Eles vão aplaudir se você está bem e reclamar se você está mal. Não adianta querer algo diferente’, observou.

Quanto à situação de Maylson, Michael, Diego Souza, Vandinho e Gustavo, atletas afastados pela diretoria, o recém-chegado e já ovacionado deu as dicas. ‘É uma coisa muito chata, fosse com quem fosse. Não sei o motivo, só a diretoria pode dizer, mas o importante é manter a cabeça erguida’, encerrou.

Neste domingo, porém, os lusitanos não poderão ver Matias entre os 11 que iniciarão a decisão diante do Mirassol, fora de casa. Por ter chegado depois do prazo, ele não foi inscrito no Paulista e será forçado a torcer do lado de fora pela vitória. Henrique, que não jogou diante dos gaúchos devido a uma suspensão, deve ser o substituto.