Para Raikkonen, circuito de Xangai: é só mais uma pista

Ausente da Fórmula 1 por dois anos, Kimi Raikkonen ainda está se readaptando à categoria. Sétimo colocado no Mundial desta temporada, com 16 pontos, o finlandês, diferentemente de outros pilotos, não mostrou empolgação com o Grande Prêmio da China, neste domingo.

‘É só mais uma pista. Não tenho circuitos favoritos ou coisas deste tipo. É bastante parecido com Albert Park (Austrália) e Sepang (Malásia), o que exige que o carro seja bom para nós’, analisou.

Comandada por Eric Boullier, a Lotus continua desenvolvendo seu carro, o E20. Assim como as outras equipes, o time do campeão mundial de 2007 apresentará melhorias no circuito de Xangai.

‘Temos novas peças para o E20, o que deve ser bom. Mas tenho certeza que as outras equipes também têm novos equipamentos para seus carros, então não sabemos qual é nossa posição exata’, completou Raikkonen.

O finlandês destacou ainda que o GP da China traz boas recordações para ele. Em 2007, ano que foi campeão mundial, Raikkonen subiu no lugar mais alto do pódio em Xangai. ‘É um bom circuito, com possibilidades de ultrapassagem. Nosso carro parece bom, então vamos ver o que acontece na corrida’, encerrou.