Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em jogo de duas viradas, Inglaterra vence a primeira e elimina Suécia da Euro

Kiev, 15 jun (EFE).- Em jogo com duas viradas de placar, a Inglaterra despachou a Suécia da Eurocopa, ao vencer os rivais por 3 a 2, nesta sexta-feira em Kiev, na Ucrânia, no encerramento da segunda rodada do grupo D do torneio.

Os ingleses abriram o placar com Carroll, no primeiro tempo. Em 13 minutos, os suecos buscaram a virada, com um gol contra de Johnson e outro de Mellberg. O ‘English Team’ não desistiu e buscou uma nova virada, com Walcott e Welbeck.

A vitória coloca a Inglaterra ao lado da França na liderança da chave, com quatro pontos. A Suécia, por sua vez, se junta a Irlanda e está eliminada da Eurocopa. A Ucrânia está no terceiro lugar com três pontos. A última rodada acontece na próxima terça-feira, com ucranianos duelando contra ingleses e franceses pegando os suecos.

Além disso, a Inglaterra passa a frente da rival no duelo entre as duas seleções, que soma 22 jogos. Agora são sete vitórias inglesas, contra vitórias dos suecos e mais nove empate. Além disso, na Eurocopa, o time de Roy Hodgson quebra jejum de três jogos sem vencer o adversário desta sexta-feira.

As duas equipes, de olho na primeira vitória, entraram em campo com alterações. Na Suécia, os criticados Lustig e Toivonen deixaram a equipe. Os ingleses, por sua vez, apostaram no jogo aéreo de Carroll, no lugar de Oxlade-Chamberlain.

Mantendo a posse de bola e tomando conta das ações desde o início, o ‘English Team’ levou mais perigo em quase toda a primeira etapa. Acuados, os suecos tentavam sair no contra-ataque, ou em ligação direta buscando Ibrahimovic e Elmander.

Ainda assim, a etapa inicial foi de poucas chances de gol. Em uma das primeiras oportunidades, aos 23, Roy Hodgson se mostrou certo na opção pelo jogo aéreo e o entrosamento proveniente do Liverpool entre Gerrard e Carroll se mostrou eficiente. O meia cruzou da intermediária direita na cabeça do centroavante que não perdoou e abriu o placar.

O gol não conseguiu esquentar a partida. Com Ibrahimovic apagado, os escandinavos não conseguiam reagir. Tanto que só levaram perigo ao gol de Hart aos 37 minutos, quando Kallstrom arrancou pela esquerda e chutou forte, por cima do travessão.

O segundo tempo começou com a Suécia partindo para a cima. E foram precisos quatro minutos para chegar ao empate. Em cobrança de falta em que Ibrahimovic deu um improvável passe no estilo ‘Karate Kid’, a bola sobrou para Mellberg, na cara do gol, fuzilar Hart. Johnson, em cima da linha, ainda tentou evitar, mas a bola acabou entrando. A Uefa creditou gol contra do defensor inglês.

Nove minutos depois veio a virada no placar dos suecos, com a arma que consagrou o ‘English Team’. Em falta cobrada da esquerda, Larsson jogou na área e Mellberg subiu alto para cabecear e estufar as redes, para delírio da torcida, que esteve em grande número no Estádio Olímpico de Kiev.

O gol da virada, dessa vez, fez as emoções virem a flor da pele. E quando a Suécia parecia mandar na partida, aos 19 minutos, Walcott, que entrara logo depois da virada sueca, pegou rebote na entrada da área, depois de escanteio, encobrindo Isaksson, que ficou parado no meio do gol.

O jogo continuou frenético, com as duas equipes se lançando ao ataque. Aos 32 minutos, após grande jogada de Walcott pela direita, Welbeck tocou para as redes de calcanhar, promovendo a segunda virada do placar.

Virtualmente eliminados, os suecos se lançaram ao ataque, tentando sobreviver na competição. Os ingleses, contudo, resistiram a pressão e conseguiram manter o placar de 3 a 2, ficando a uma vitória de garantir vaga nas quartas de final.

Ficha técnica:.

Suécia: Isaksson; Granqvist (Lustig), Mellberg, Jonas Olsson e Martin Olsson; Larsson, Svensson, Kallstrom e Elm (Wilhelmsson); Ibrahimovic e Elmander (Rosenberg). Técnico: Erik Hamrén.

Inglaterra: Hart;, Johnson, Terry, Lescott e Cole; Parker, Milner (Walcott), Gerrard e Young; Carroll e Welbeck (Oxlade-Chamberlain). Técnico: Roy Hodgson.

Arbitragem: Damir Skomina (Eslovênia) auxiliado pelos compatriotas Primoz Arhar e Matej Zunic.

Cartões amarelos: Mellberg, J. Olsson, Svensson (Suécia); Milner (Inglaterra).

Gols: Johnson (contra), Mellberg (Suécia); Carroll, Walcott e Welbeck (Inglaterra).

Estádio: Estádio Olímpico de Kiev, em Kiev (Ucrânia). EFE