Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Domenicali diz que Alonso aceitaria Vettel na Ferrari

Por AE

Yeongam – Campeão por antecipação do Mundial de Pilotos da Fórmula 1 nesta temporada, Sebastian Vettel nunca escondeu o desejo de pilotar pela Ferrari. Fã confesso de Michael Schumacher, o alemão da Red Bull sempre quis seguir os passos do ídolo, mas, para isso, teria que conviver com o ego de Fernando Alonso. Quando esteve na McLaren, o espanhol chegou a reclamar do tratamento da equipe dado a seu companheiro, Lewis Hamilton, e ter novamente um piloto de primeira linha ao seu lado poderia ser um incômodo.

O chefe da equipe italiana, Stefano Domenicali, no entanto, garantiu que isso não seria um problema. “Acho que eles poderiam pilotar juntos. Acho que eles poderiam viver assim. A força do Fernando (Alonso) faz com que ele não tenha medo de ninguém”, garantiu, em entrevista ao jornal italiano Gazzetta dello Sport.

Para contar com Vettel, a Ferrari teria que esperar até o fim de 2014, quando acaba o contrato do alemão com a Red Bull. Como Alonso possui vínculo com a escuderia até 2016, eles fatalmente acabariam se tornando companheiros.

Caso realmente acertasse com a equipe italiana, o piloto alemão ocuparia o lugar de Felipe Massa. O brasileiro possui contrato até o fim de 2012 e não vem agradando os dirigentes. Nesta temporada, ele está tendo uma participação abaixo do esperado, com apenas 90 pontos somados até o momento, o que lhe coloca na sexta colocação do Mundial de Pilotos.

“O Massa vai fazer de tudo para nos mostrar que ele merece estar na Ferrari, e outros pilotos com contratos expirando também tentarão mostrar que estão prontos para chegar à Ferrari. (Lewis) Hamilton é um deles”, disse Domenicali.

Em meio às especulações e com o Mundial de Pilotos já decidido, com o bicampeonato de Sebastian Vettel, os pilotos voltam à pista para a disputa da 16ª etapa do campeonato, o GP da Coreia do Sul, neste domingo.