Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dana White detona árbitro brasileiro do UFC: ‘Menina de 12 anos’

Mário Yamasaki irritou o chefe com decisão controversa no UFC Oklahoma - e também com seus 'coraçõezinhos" diante das câmeras

A luta principal do UFC Oklahoma, nos Estados Unidos, no último domingo, teve como protagonista um brasileiro: o árbitro Mário Yamasaki. Ele interrompeu o duelo no fim do primeiro round, decretando vitória por finalização de Kevin Lee sobre Michael Chiesa, num aguardado duelo entre americanos do peso-leve. Yamasaki considerou que Chiesa estava inconsciente diante do mata-leão do adversário, mas o lutador não bateu a mão no octógono (o tradicional gesto de desistência) e protestou muito após a derrota.

A decisão deixou muitos fãs de MMA revoltados, incluindo o mais poderoso deles, o presidente do UFC Dana White. Em suas redes sociais, Dana fez críticas duríssimas ao brasileiro e ironizou seu hábito de fazer “coraçõezinhos” com as mãos diante das câmeras. Ele ainda confundiu o sobrenome de Yamasaki com o de Steve Mazzagatti, outro árbitro do UFC.

“Mário Mazzagatti aprontou de novo!!! Esse cara está mais preocupado com essa idiotice de fazer coraçãozinho do que em apitar a luta!!! Roubou um grande momento do Lee e ainda impediu que Mike lutasse ou batesse no octógono. Ninguém liga se você faz um coraçãozinho com suas mãos feito uma garota de 12 anos. As pessoas querem que você preste atenção no que está acontecendo na luta e faça o seu trabalho”, escreveu o impiedoso Dana.

O experiente Yamasaki, um dos árbitros mais acostumados a arbitrar grandes eventos do UFC, não se pronunciou sobre as críticas até o momento. Após a luta, Kevin Lee disse que ganharia de qualquer forma e fez um desafio ao adversário. “Michael, de quiser fazemos uma revanche em dezembro, em Detroit.” Chiesa concordou. “Não vou falar do juiz, mas Michael, te vejo em dezembro.”

Confira, abaixo, a controversa decisão de Mário Yamasaki:

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Falta de oxigenação no cérebro quando não é fatal, traz graves sequelas. O juiz fez bem em interromper a luta. Garantiu ao derrotado, a chance de revanche. Senão, teria ido pro caixote, quando não admitia que tinha perdido e não bateu.

    Curtir

  2. José Carlos Lopes de Oliveira

    O árbitro agiu corretamente. Mas isso não o redime das suas imbecilidades frente às câmeras.

    Curtir

  3. Cesar8002UTB

    Como considerar isso um esporte quando tem um dono e esse dono é esse FDP ganancioso do Dana White?

    Curtir

  4. Carlos Antonio Ghetti Lima

    Analisando o lance,vejo que realmente o chiesa não sairia nunca do mata leão do Lee e como não reagiu e os braços caiu parece que estava apagado.Eu também pararia a luta.

    Curtir

  5. julio torres torres silva

    Dana Withe é um bosta

    Curtir

  6. O negocio é deixar apagar e ferva depois…

    Curtir