Cigano pega longa suspensão médica após nocaute no UFC 211

Derrotado pelo campeão peso-pesado Stipe Miocic, lutador brasileiro deixou octógono machucado e terá de ficar 45 dias em repouso

O brasileiro Junior Cigano terá de ficar um longo tempo afastado do octógono por causa do nocaute sofrido diante do americano Stipe Miocic, o campeão peso-pesado, no UFC 211, em Dallas, no último sábado. Nesta terça-feira, o Departamento de Licenças e Regulamentação de Texas, órgão responsável pelo atendimento médico do evento, divulgou a suspensão médica de cada atleta e Cigano pegou 45 dias de descanso, até o dia 28 de junho.

É praxe no UFC que, após cada evento, os lutadores recebam uma suspensão médica relativa aos danos sofridos em suas lutas. Derrotado ainda no primeiro round com diversos golpes, Cigano deixou o octógono com o rosto bastante machucado e por isso terá de ficar seis semanas sem realizar atividades físicas pesadas.

Veja também

As suspensões mais longas do UFC 211 foram para o mexicano Gabriel Benitez e para o americano Chas Skelly: 180 dias (seis meses). O brasileiro Demian Maia, que venceu o americano Jorge Masvidal por decisão dividida, recebeu apenas 10 dias de suspensão médica. Após a luta, o presidente do UFC, Dana White, informou que Demian Maia que será o próximo desafiante ao título dos meio-médios, que pertence ao americano Tyron Woodley.

A brasileira Jessica Bate-Estaca, que perdeu a chance de conquistar o cinturão do peso-palha feminino para a polonesa Joanna Jedrzejczyk por decisão da arbitragem, recebeu apenas 15 dias de suspensão.