Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Às vezes você precisa motivar mesmo debaixo de chuva’, diz Leão

O sorriso estava estampado no rosto desde as 9 horas (de Brasília) desta terça-feira, quando entrou no gramado principal do Centro de Formação de Atletas de Cotia. A chuva que caía com intensidade não atrapalhou os planos de Emerson Leão de comandar treinos específicos para o time do São Paulo.

Após a atividade, o bom humor se manteve e o treinador são-paulino garantiu que está feliz da vida por treinar um dos clubes mais bem estruturados do Brasil em sua tentativa de recuperação. Contratado para ‘apagar o incêndio’ no final de 2011, Leão renovou o contrato por um ano e hoje se sente confortável para ratificar o bom momento que vive no Tricolor paulista.

‘As pessoas não conhecem o dia a dia do meu trabalho. Tem momentos em que você precisa motivar mesmo na chuva, porque às vezes não tem chuva, mas também não tem futebol. Jogador tem que ser cobrado, desafiado e trabalhado. Para mim é um prazer fazer essas três coisas. Em algumas equipes é necessário ser mais rude, mas não é o caso. Estou feliz no São Paulo’, disse o comandante são-paulino.

Negando a fama de mau humorado, Leão comandou treinos puxados, mas depois descontraiu com duas atividades tradicionais e alegres. Após um apito do comandante, os atletas tinham que se abraçar, sendo que quem sobrasse era punido com polichinelos. A seguir, gritava para que os comandados encostassem as nádegas ou as partes íntimas no gramado e os últimos a cumprirem as ordens faziam polichinelos ou flexões de braço.

‘O tempo é curto, não posso exigir treinos táticos e físicos intermináveis ou marcar vários jogos-treino em sequência. Vou preservar meu grupo e meu ambiente’, encerrou Emerson Leão, bastante motivado para a próxima temporada: ‘Estou acreditando muito em 2012’.