Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘O Auto da Compadecida’ vai virar musical pela primeira vez

Espetáculo inspirado na obra de Ariano Suassuna será exibido em São Paulo e recebeu aval para captar 7,1 milhões de reais

O Auto da Compadecida, obra de Ariano Suassuna, será adaptada pela primeira vez como musical. A peça teatral, publicada em 1955, ganhou grande repercussão com o longa de mesmo nome, de 2000, dirigido por Guel Arraes, e protagonizado por Selton Mello e Matheus Nachtergaele. A história mostra as aventuras dos ingênuos Chicó e João Grilo em um vilarejo no sertão da Paraíba.

O projeto é do produtor Bruno Rizzo, que alimenta a vontade de fazer um musical da obra de Suassuna há dois anos. “Já pensava nessa ideia e vi que nunca haviam feito uma adaptação nesse formato da peça, então comprei os direitos”, conta Rizzo, que deve incorporar ao musical elementos do longa de Arraes. “Não poderia desconsiderar o filme, que é a forma como muitas pessoas conheceram a história, por isso, ele também terá influências.”

O espetáculo recebeu a aprovação do Ministério da Cultura para captar mais de 7,1 milhões de reais. O musical ficará em temporada durante quatro meses em São Paulo, com um total de 80 apresentações. O elenco para o espetáculo ainda não foi divulgado e a estreia deve ocorrer no segundo semestre de 2018.

A verba foi aprovada através do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac) e agora a produção do espetáculo deverá encontrar patrocinadores que estejam dispostos a contribuir através dos incentivos fiscais até 31 de dezembro. 

Efervescência musical

Outro musical que está sendo produzido na capital paulista é a adaptação da série infantil Castelo Rá-Tim-Bum, lançada pela TV Cultura em 1994. A produção estreia no próxima dia 9 de setembro no Teatro Opus, no Shopping Villa-Lobos, e mostra as aventuras dos irmãos Pedro, Biba e Zequinha durante o aniversário do bruxo Nino. Os ingressos custam entre 50 e 120 reais e estão à venda no site da Ingresso Rápido.