Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

MP-RJ denuncia autor de ofensas racistas a Ludmilla

Hélder dos Santos Santana, que fez os comentários em uma publicação no Instagram da cantora, pode pegar até três anos de cadeia

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro denunciou, nesta segunda-feira, o autor de comentários racistas feitos contra a cantora Ludmilla em uma postagem em seu perfil no Instagram no último dia 22. Além da abertura do processo, o promotor Márcio Nobre, que cuida do caso, solicitou medidas de proteção à funkeira, para que o autor das ofensas, Hélder dos Santos Santana, não possa se aproximar dela e nem frequentar shows em que ela se apresente.

LEIA TAMBÉM:

Autor de ataque racista a Ludmilla confessa e será indiciado

Ludmilla sofre ataques racistas no Instagram e vai à polícia

Se condenado, Santana poderá pegar até três anos de cadeia, além de pagar uma multa. De acordo com o MP-RJ, Santana já responde na Justiça por uma tentativa de homicídio, não relacionada ao caso de Ludmilla.

Ele foi ouvido na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) da Polícia Civil do Rio na semana passada e confessou ser o autor das ofensas. De acordo com o empresário da cantora, ela já havia sido alvo de Santana em seu perfil no Instagram, mas bloqueou o Santana. Ele, porém, criou outra conta na rede social para continuar ofendendo Ludmilla, chamando-a de “macaca” e “crioula”.

Além da denúncia contra Santana, Ludmilla também trava outra batalha por ofensas racistas. A cantora processa a socialite Val Marchiori, que chamou o cabelo da cantora de “esponja de aço” no Carnaval.

(Da redação)