Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Martin Scorsese afirma que aposentadoria está próxima

Aos 71 anos, o renomado diretor disse em entrevista no Festival de Cinema de Marrakech que fará apenas 'mais alguns filmes'

A longa e bem sucedida carreira de Martin Scorsese pode estar chegando ao fim. Em entrevista feita durante o Festival de Cinema de Marrakech, onde atuou como presidente do júri, o diretor de grandes títulos como Os Bons Companheiros e Gangues de Nova York admitiu que tem apenas “mais alguns filmes” para fazer.

“Sinto saudade do tempo em que tinha o desejo de experimentar e tentar diferentes tipos de filmes, mas isso já passou. Existe uma obrigação quando você fica mais velho, você tem uma família”, afirmou o diretor de 71 anos, que ao longo da entrevista também aproveitou para tecer elogios a Leonardo DiCaprio, com quem trabalhou em filmes como O Aviador e Gangues de Nova York e atualmente em O Lobo de Wall Street, com lançamento previsto para 25 de dezembro nos Estados Unidos e 3 de janeiro no Brasil.

TESTE: Você é fã de Martin Scorsese?

Para Scorsese, o ator foi um dos responsáveis por estender sua carreira como diretor por mais alguns anos. “À medida que você vai envelhecendo, tudo fica mais difícil fisicamente. Você se torna responsável por muito dinheiro, é muita pressão. Mas seu entusiasmo e animação me mantiveram na ativa por pelo menos mais uns cinco filmes”, contou.

Em O Lobo de Wall Street, DiCaprio é Jordan Belfort, um corretor de ações de Nova York que vê sua vida extravagante chegar ao fim quando é condenado por fraude financeira e lavagem de dinheiro. O longa é baseado na biografia de Belfort, publicada em 2008 com o mesmo título. Matthew McConaughey, Jonah Hill, Spike Jonze e Jean Dujardin reforçam o elenco do novo filme — talvez um dos últimos — de Scorsese.