Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Madonna consegue suspender leilão de carta que recebeu de Tupac

Cantora disse que iria enfrentar 'danos irreparáveis' caso muitos de seus 'sensíveis pertences extremamente privados e pessoais' fossem vendidos

Madonna conseguiu suspender o leilão de 22 itens pessoais, incluindo um par de calcinhas de cetim usadas, um pente contendo seu cabelo e uma carta que recebeu do rapper Tupac Shakur, seu ex-namorado. O juiz Gerald Lebovits, da Suprema Corte estadual em Manhattan, bloqueou o leilão online dos itens, que estava programado para esta quarta-feira, e determinou que a casa de leilões Gotta Have It Collectibles se explique em 6 de setembro sobre o caso.

Lebovits emitiu sua decisão na terça-feira, poucas horas após Madonna entrar com processo, e a tornou pública nesta quarta-feira. Em documentos judiciais, Madonna disse que os 22 itens haviam sido consignados para leilão por Darlene Lutz, que a cantora descreve como uma antiga amiga sua.

Madonna disse não estar tentando bloquear o leilão de todos os itens que seriam vendidos, mas que iria enfrentar “danos irreparáveis” caso muitos de seus “sensíveis pertences extremamente privados e pessoais” fossem leiloados. “Parece óbvio que Lutz traiu minha confiança em um esforço revoltante de obter minhas posses sem meu conhecimento ou consentimento”, e lucrar “em completo desprezo aos meus direitos, especialmente meu direito à privacidade”, disse ela.

Um representante da casa de leilões e Lutz disseram em um comunicado por e-mail na terça que o esforço de Madonna para interromper a venda era “uma ação completamente sem fundamento e sem mérito”.

Na carta a Madonna datada em janeiro de 1995 e escrita em uma época em que Shakur estava na prisão por abuso sexual, ele escreveu que terminou o romance porque sentia que namorar uma mulher branca poderia prejudicar sua carreira.

(Com Reuters)