Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Júri do Prêmio Ibero-Americano de Jornalismo Rei da Espanha reúne-se em Madri

Madri, 10 jan (EFE).- O júri do Prêmio Ibero-Americano de Jornalismo Rei da Espanha iniciou nesta terça-feira em Madri suas deliberações para escolher os vencedores de sua 29ª edição.

A convocação inclui a oitava edição do Prêmio Don Quixote ao melhor trabalho jornalístico em língua espanhola.

O júri é liderado por Gonzalo Vega, diretor de Gabinete da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID) em representação do Ministério das Relações Exteriores, e Álex Grijelmo, presidente da Agência Efe.

Também integram o júri César Medina Abreu, embaixador dominicano na Espanha desde 2009, com uma ampla trajetória na televisão e na imprensa escrita em seu país; e a jornalista peruana Yolanda Vaccaro, correspondente em Madri do jornal ‘El Comercio’ desde 1992.

O corpo de jurados conta ainda com Pedro Crespo de Lara, fundador e ex-secretário-geral executivo da Associação de Editores de Diários Espanhóis (AEDE); a jornalista e escritora Gabriela Cañas, editora do ‘El País’, e Ana Vaca de Osma, diretora de Comunicação e Relações Externas da Agência Efe.

O Prêmio Ibero-Americano de Jornalismo Rei da Espanha é entregue anualmente pela Agência Efe e a AECID, ligada ao Ministério das Relações Exteriores espanhol. Neste ano, pela segunda vez, conta com o patrocínio do grupo internacional de construção e concessões OHL.

Os prêmios têm valor total de 39 mil euros. O vencedor da categoria Ibero-Americana, assim como o do Prêmio Don Quixote, receberá 9 mil euros, enquanto os das áreas de Imprensa, Televisão, Rádio, Fotografia e Jornalismo Digital ganharão 6 mil euros cada.

Neste ano concorrem um total de 176 trabalhos nas categorias de Imprensa (70), Televisão (40), Rádio (28), Fotografia (18) e Jornalismo Digital (20).

O Brasil é novamente o país que apresenta um maior número de candidatos, 52 no total, seguido da Colômbia, com 34 trabalhos; Argentina, com 23; México, com 17 e Espanha com 15.

Também concorrem candidatos de Cuba (9), Venezuela (5), Bolívia e Portugal (4); Equador (3), Costa Rica e Nicarágua (2), e com um El Salvador, Guatemala, Filipinas, Paraguai, Peru e Uruguai.

O júri anunciará os vencedores da 29ª edição na próxima quinta-feira e os prêmios serão entregues posteriormente na pelo rei Juan Carlos I, em cerimônia em Madri. EFE