Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

José Mayer: “Eu errei”

Em carta aberta, o ator admite ter passado dos limites com a figurinista Susllem Tonani, que o acusa de assédio sexual

José Mayer se manifestou sobre a polêmica envolvendo uma acusação de assédio feita pela figurinista Susllem Tonani. O ator pediu desculpas à mulher assediada, às colegas de trabalho (que lançaram uma campanha contra o assédio), e à sociedade. O artista ainda falou que de forma alguma tem a intenção de tratar qualquer mulher com desrespeito e que é fruto de uma geração que aprendeu que machismo pode ser disfarçado como brincadeira.

Confira a carta aberta enviada pelo ator José Mayer a VEJA, por meio de sua assessoria de imprensa:

“Carta aberta aos meus colegas e a todos, mas principalmente aos que agem e pensam como eu agi e pensava:

Eu errei.

Errei no que fiz, no que falei, e no que pensava.

A atitude correta é pedir desculpas. Mas isso só não basta. É preciso um reconhecimento público que faço agora.

Mesmo não tendo tido a intenção de ofender, agredir ou desrespeitar, admito que minhas brincadeiras de cunho machista ultrapassaram os limites do respeito com que devo tratar minhas colegas. Sou responsável pelo que faço.

Tenho amigas, tenho mulher e filha, e asseguro que de forma alguma tenho a intenção de tratar qualquer mulher com desrespeito; não me sinto superior a ninguém, não sou.

Tristemente, sou sim fruto de uma geração que aprendeu, erradamente, que atitudes machistas, invasivas e abusivas podem ser disfarçadas de brincadeiras ou piadas. Não podem. Não são.

Aprendi nos últimos dias o que levei sessenta anos sem aprender. O mundo mudou. E isso é bom. Eu preciso e quero mudar junto com ele.

Este é o meu exercício. Este é o meu compromisso. Isso é o que eu aprendi.

A única coisa que posso pedir a Susllen, às minhas colegas e a toda a sociedade é o entendimento deste meu movimento de mudança.

Espero que este meu reconhecimento público sirva para alertar a tantas pessoas da mesma geração que eu, aos que pensavam da mesma forma que eu, aos que agiam da mesma forma que eu, que os leve a refletir e os incentive também a mudar.

Eu estou vivendo a dolorosa necessidade desta mudança. Dolorosa, mas necessária.

O que posso assegurar é que o José Mayer, homem, ator, pai, filho, marido, colega que surge hoje é, sem dúvida, muito melhor.

José Mayer”

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Boa parte dos homens não são diferentes, a razão da vida dos machos é a fêmea!

    Curtir

  2. Ataíde Jorge de Oliveira

    ÇANDRã@ não eRRa : vai direto ao ponto, politicamente_CöReT@

    Curtir

  3. Não sei até que ponto chegou o assédio do ator. Mas sei que nesses dias atuais do politicamente correto dessa sociedade hipócrita tudo é motivo para mídia, principalmente se envolver personagens famosas. Repito, não sei a extensão da ‘brincadeira’. Mas sou desta mesma geração em que um homem, um rapaz tenta conquistar uma mulher com algum gracejo, algum elogio, sem excessos e palavras chulas, porém, sem que fosse rotulado como machista. Errou o ator? Provavelmente, ainda mais sendo casado. Mais o erro maior das pessoas e em especial dos homens é acreditar ainda na relação homem-mulher, que já não existe mais em nome do hipocritamente correto e da tão propalada igualdade desigual.

    Curtir

  4. Para mostrar que o perdoou e que promoveu a sua ascensão no ambiente politicamente correto que institucionaliza, a Globo deverá escalar o ator como homossexual na próxima novela.

    Curtir

  5. Comunicado importante: concentração de machos alfa, beta, gama ….. ômega no próximo domingo no obelisco do Ibirapuera (símbolo fálico) para a preservação da espécie. Machos em extinção unidos jamais serão vencidos. Atenção: não é parada “gay”.

    Curtir

  6. José Carlos Lopes de Oliveira

    Teve sorte que a família da moça não tomou atitude alguma. Era caso de levar uma belíssima surra de cipó de boi.

    Curtir