Dr. Estranho é diferente de outros heróis, diz Cumberbatch

O ator, confirmado para viver personagem em filme que estreia em 2016, falou sobre a inclusão de 'novo elemento do universo da Marvel', o Plano Astral

O ator Benedict Cumberbatch falou sobre o papel que vai interpretar no próximo longa da Marvel, Dr. Estranho, com direção de Scott Derrickson (O Exorcismo de Emily Rose). “É muito diferente, envolve o Plano Astral – acessível somente aos personagens da Marvel que têm o dom da telepatia. É um novo elemento do universo da Marvel que será usado para construir a história e o personagem. Estou muito empolgado em trabalhar com Scott, que tem uma imaginação interminável e as pessoas da Marvel que sabem o que estão fazendo”, disse o ator em entrevista ao jornal americano The Wall Street Journal

Leia também:

Benedict Cumberbatch desponta como candidato ao Oscar

Benedict Cumberbatch é confirmado como Dr. Estranho

Benedict Cumberbatch anuncia que está noivo… no Times

Dr. Estranho é Stephen Strange, um neurocirurgião que sofreu um acidente e teve os nervos das mãos afetados. Após várias tentativas de recuperação, ele parte para o Tibete em busca do Ancião, que poderá curá-lo. Em vez da cura, Strange é treinado para manipular magia e artes marciais, o que o leva a receber o título de Mago Supremo, encarregado de proteger a Terra de ameaças místicas. O personagem foi criado em 1963 por Stan Lee e Steve Ditko.

Cumberbatch falou também sobre os projetos desafiadores que assumiu recentemente, como interpretar Sherlock Holmes na série Sherlock e Ricardo III em uma adaptação de peças de William Shakespeare para a TV. Questionado sobre os riscos de se interpretar um super-herói, o ator pareceu tranquilo. “Não acho que seja um risco por causa da Marvel. Eles já estão acostumados a transformar personagens dos quadrinhos em deuses do cinema”, disse.

O ator tem angariado a simpatia do público, com entrevistas divertidas na televisão, e da crítica, por suas boas atuações em filmes como Star Trek e 12 Anos de Escravidão e na série Sherlock. Seu último papel de peso foi em O Jogo da Imitação, previsto para estrear em 29 de janeiro no Brasil, em que ele vive o matemático Alan Turing, atuação que o tornou um dos nomes favoritos para o Oscar de melhor ator em 2015.