Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Aladdin’ e outros 13 clássicos que serão adaptados pela Disney

Confira uma lista do que o estúdio está programando para os próximos anos

O anúncio do elenco completo de Alladin, a adaptação com atores de carne e osso da animação lançada pela Disney em 1992, é mais um passo no projeto o estúdio de levar os grandes clássicos animados para a tela com gente de verdade. O projeto deu seus primeiros passos com Alice no País das Maravilhas (2010), Malévola (2014), Cinderela (2015) e Mogli: O Menino Lobo (2016), e continuou neste ano, com o lançamento de A Bela e a Fera, encabeçado pela britânica Emma Watson. O longa estreou em março e faturou mais de 500 milhões de dólares em bilheteria.

Nesta quarta-feira, além da confirmação de Will Smith como o gênio da lâmpada, personagem que há 25 anos contou com a voz que de Robin Williams, foram anunciados o jovem egípcio Mena Massou como o protagonista Aladdin, o jovem de rua que se apaixona pela independente e teimosa Jasmine, Naomi Scott como a princesa, e Marwan Kenzari como o malvado feiticeiro Jafar, que quer derrubar o sultão e pai de Jasmine, vivido por Navid Negahban. No elenco, se destaca também Nasim Pedrad como Mara, donzela e confidente de Jasmine; e Numan Acar, no papel de Hakim, mão-direita de Jafar.

A Disney informou que as filmagens já começaram nos arredores de Londres, embora ainda não tenha uma data de estreia. A direção do filme será de Guy Ritchie (Rei Arthur, Sherlock Holmes Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes).

Confira abaixo outros clássicos animados que ganharão versão em carne e osso:

 

‘Cruella’

A icônica vilã de 101 Dálmatas — de fazer inveja a Nazaré Tedesco (Renata Sorrah) — ganhará um filme para chamar de seu. O filme tem estreia prevista para 2018, com Emma Stone à frente.

 

‘Mulan’ 

Baseado na lenda da garota que se alista para lutar no lugar do pai, e acaba salvando não apenas a ele, mas a toda a China, o filme tem estreia prevista para 2019. É considerada a mais feminista das heroínas da Disney.

 

‘Dumbo’

A mais bela história sobre bullying já contada vai ganhar toques diferentões com a direção de Tim Burton. No elenco, estão confirmados  Eva Green, Michael Keaton e Colin Farrell. Deve estrear em 2019, mesmo ano de Mulan.


‘O Rei Leão’

Já o clássico baseado em Hamlet, de Shakespeare, terá direção de Jon Favreau, o mesmo nome por trás de Mogli. A princípio, também estrearia em 2019, com Seth Rogen, Donald Glover e Alfre Woodard no elenco.

 

‘A Pequena Sereia’ 

O conto de fadas narrado por Hans Christian Andersen será recontado com a participação do aclamado Lin-Manuel Miranda, estrela de Hamilton, um recente fenômeno da Broadway.

 

‘Peter Pan’ 

A clássica história de James Matthew Barrie pode ganhar logo duas adaptações em carne e posso. A ver.

 

‘Ursinho Pooh’

O urso mais fofo da Disney também vai ganhar um filme próprio.

 

‘Fantasia’

Ainda não há detalhes sobre essa adaptação, uma das mais desafiadoras do projeto, já que a animação original parece um sonho — para não dizer uma grande viagem de LSD.

 

‘Pinóquio’

Os efeitos especiais de hoje devem permitir uma bela adaptação da história do boneco de marionete que ganha vida e se torna um menino de verdade — com as obrigações e tentações que fazem parte da vida de um garoto.

 

‘A Branca de Neve e os Sete Anões’

Considerada uma das melhores animações de todos os tempos, a Branca de Neve de carne e osso vai exigir muito cuidado para não decepcionar. Ciente disso, a Disney já escalou os compositores de La La Land para a trilha sonora da animação.

 

‘A Espada Era Lei’

A animação de 1963 reconta a fábula sobre as origens humildes do Rei Arthur. Órfão, quando criança Arthur era chamado de Wart, um menino que queria ajudar o irmão adotivo, Kay, a ser um cavaleiro. Enquanto ajuda Kay a treinar, Wart encontra por acaso uma cabana, que é habitada por um desastrado mago, Merlin. É o mago quem enxerga a grandeza de Wart e o conduz ao destino poderoso que o aguarda. Ainda sem data de estreia.

(Com agência France-Presse)