Ursa panda gigante, a mais velha do mundo, morre em Hong Kong

A ursa Jia Jia foi sacrificada devido à piora rápida de seu estado de saúde. Ela tinha 38 anos

A ursa panda gigante mais velha do mundo em cativeiro morreu no último sábado, aos 38 anos, em um parque temático de Hong Kong.  O estado de saúde de Jia Jia piorou nas últimas duas semanas, quando ela já andava com dificuldade, segundo um comunicado divulgado pelo Ocean Park.

Nascida na natureza na província chinesa de Sichuan, em 1978, o animal foi levado para Hong Kong em 1999, por ocasião da devolução da cidade semiautônoma pela Grã-Bretanha dois anos antes.

“Seu estado de saúde piorou tanto que, por questões éticas e a fim de evitar seu sofrimento, veterinários do Departamento de Agricultura, Pesca e Preservação e o Ocean Park concordaram em sacrificá-la”, informou o parque.

Restam menos de 2 mil pandas selvagens, segundo o Fundo Mundial para a Natureza (WWF), devido à destruição de seus habitats. Devido ao baixo número de nascimentos, os programas de criação em cativeiro se tornaram um fator-chave para garantir a sobrevivência destes animais. Segundo o Ocean Park, Jia Jia teve seis filhotes.

(Com AFP)