Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cientistas na Alemanha ‘pesam’ elétron de forma mais precisa

O resultado foi treze vezes mais preciso do que as tentativas anteriores de determinar a massa dessas partículas

Cientistas na Alemanha anunciaram nesta quarta-feira ter feito a medição mais precisa até agora da massa do elétron, um dos elementos fundamentais que compõem a matéria. A façanha deve fornecer uma ferramenta útil para cientistas que testam o “Modelo Padrão” da Física – a teoria mais amplamente aceita sobre as partículas e forças que compreendem o universo.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: High-precision measurement of the atomic mass of the electron

Onde foi divulgada: periódico Nature

Quem fez: S. Sturm, F. Köhler, J. Zatorski, A. Wagner, Z. Harman, G. Werth, W. Quint, C. H. Keitel e K. Blaum

Instituição: Instituto Max Planck de Física Nuclear, na Alemanha, e outras

Resultado: Os pesquisadores fizeram a medição mais precisa até agora da massa do elétron, um dos elementos fundamentais que compõem a matéria

Elétrons são partículas com carga elétrica negativa que orbitam o núcleo de um átomo. Eles foram descobertos em 1897 pelo britânico Joseph John Thomson, que os apelidou de “corpúsculos”, nome que depois foi mudado para “elétron” por causa de sua conexão com a carga elétrica.

Uma equipe de cientistas liderada por Sven Sturm, do Instituto Max Planck de Física Nuclear, em Heidelberg, “pesou” os elétrons, usando um dispositivo denominado de armadilha Penning, que armazena partículas por meio de uma combinação de campos magnético e elétrico.

Eles mediram um único elétron, ligado a um núcleo de carbono, cuja massa já era conhecida. Segundo o cálculo, o elétron tem 0,000548579909067 de uma unidade de massa atômica, a unidade de medição de partículas, definida como 1/12 da massa de um átomo de carbono.

A estimativa representou um aprimoramento treze vezes maior em relação às tentativas anteriores de determinar a massa dos elétrons. “O resultado estabelece a base para experimentos físicos futuros e testes de precisão do Modelo Padrão”, escreveram os pesquisadores no artigo, publicado na revista Nature.

Leia também:

Pesquisadores aprisionam antimatéria por 16 minutos

Balança mais sensível do mundo consegue medir a massa de um próton

(Com agência France-Presse)