Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chuva de meteoros do Halley poderá ser vista nesta madrugada

Eta Aquáridas, formada pelos detritos do famoso cometa, poderá ser observada a olho nu a partir da 1h. Previsão é de 20 a 40 estrelas cadentes por hora

Na madrugada desta sexta-feira para sábado será possível ver a chuva de meteoros Eta Aquáridas, formada pelos detritos do Cometa Halley. Estão previstas entre vinte e quarenta estrelas cadentes por hora que vão riscar o céu a partir da constelação de Aquário, no horizonte Leste do céu, podendo ser vistas a olho nu no Brasil. Elas estarão visíveis a partir da 1h, mas o melhor horário para observação será às 4h do sábado, depois do pôr da Lua.

Chuvas de meteoros são fenômenos anuais que acontecem quando a Terra atravessa uma região que já foi trajeto de um cometa. Isso porque, ao se aproximar do Sol, o cometa perde matéria e deixa um rastro pelo caminho. Quando essa poeira entra na atmosfera da Terra, as partículas ganham alta velocidade e produzem luz.

A Eta Aquáridas é formada pela matéria que o cometa Halley deixou para trás em suas passagens pelo planeta a cada 75,3 anos – a última aconteceu em 1986 e a próxima será em 2061. Ela se encontra com os céus terrestres entre 19 de abril e 28 de maio, com o pico de meteoros em 6 de maio. A chuva de meteoros recebeu este nome pois parece se originar da estrela Eta Aquarii, que forma o jarro d’água da constelação de Aquário.

Constelação de aquário

Constelação de aquário, de onde a chuva de meteoro irá surgir neste sábado (Museums Victoria/Stellarium/Divulgação)

Para visualizá-la, quanto menos iluminação no céu, melhor. Os astrônomos aconselham que a visualização seja a olho nu e feita longe de grandes centros urbanos, para evitar a poluição luminosa e atmosférica que atrapalham a visão do fenômeno. O uso de binóculos e lunetas, por sua vez, não é recomendado, já que esses instrumentos limitam muito o campo de observação.