As 5 descobertas científicas mais importantes de 2016

O ano possivelmente será lembrado como aquele em que a detecção das ondas gravitacionais, previstas por Albert Einstein, foi finalmente anunciada

Na área científica, 2016 possivelmente será lembrado como o ano do anúncio da detecção direta das ondas gravitacionais. Concebidas em 1915 por Albert Einstein (1879-1955) em sua Teoria da Relatividade Geral, essas minúsculas distorções no espaço-tempo – aquilo que os físicos descrevem metaforicamente como o tecido do universo, o ambiente dinâmico onde todos os acontecimentos transcorrem – eram a única parte da teoria que ainda não havia sido confirmada pela ciência. Recebida com entusiasmo pela comunidade acadêmica internacional, as ondas gravitacionais devem inaugurar uma nova maneira de ver o cosmo – e a nós mesmos.

O ano teve ainda a descoberta do exoplaneta habitável mais próximo de nós e a constatação de que Lucy, a Australopithecos mais famosa da história, morreu ao cair de uma árvore, trazendo novas revelações sobre a evolução humana. Confira abaixo os 5 fatos científicos mais importantes de 2016: