Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Temer refuta ‘conspiração’ contra Dilma e diz que não é ‘frasista’

Em nota, assessoria de imprensa da vice-presidência diz que momento é de 'trabalho e união' e que divisão e intriga são grandes adversários do Brasil

Em uma tentativa de apaziguar a relação entre a presidente Dilma Rousseff e seu vice, Michel Temer, a assessoria de comunicação da vice-presidência divulgou uma nota, neste domingo, repudiando o que chama de “ideia de conspiração”, em referência a reportagens publicadas neste fim de semana. “A hora é de trabalho e de união. Apesar de seu zelo, e atento ao cargo que ocupa, não são poucas as teorias divulgadas de que suas atitudes podem levar à ideia de conspiração. Repudia-a. Seu compromisso é com a mais absoluta estabilidade das instituições nacionais”, diz.

Na última semana, o vice disse achar difícil que Dilma resista até o fim do mandato com uma popularidade tão baixa.”Se continuar assim, com 7%, 8% de popularidade, de fato fica difícil”, afirmou a empresários, em palestra promovida em São Paulo pela socialite Rosangela Lyra, do movimento Acorda Brasil, de oposição a Dilma.

A nota ainda destaca que, “em mais de 30 anos de vida pública”, Temer “sempre expôs suas posições políticas de forma aberta e franca”. “Não é frasista. Não se move pelos subterrâneos, pelas sombras, pela escuridão”, complementa.

Ainda de acordo com a assessoria de Temer, o vice “trabalha e trabalhará junto à presidente Dilma Rousseff para que o Brasil chegue em 2018 melhor do que está hoje”. “Todos seus atos e pronunciamentos são nessa direção. Defende que todos devem se unir para superar a crise. Advoga que a divisão e a intriga são hoje grandes adversários do Brasil e agravam a crise política e econômica que enfrentamos.”

Leia mais:

Supremo autoriza abertura de inquérito sobre envolvimento de Mercadante e Edinho Silva no petrolão

Janot pede para STF investigar campanhas de Lula e Dilma

(Da redação)