Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

STF absolve deputado da acusação de falsidade ideológica

Alfredo Nascimento havia sido acusado de falsificar documentos ao omitir gastos da prestação de campanha eleitoral ao Senado, em 2006

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) absolveu nesta terça-feira o deputado federal Alfredo Nascimento (PR-AM) da acusação de falsidade ideológica. Por unanimidade, o colegiado entendeu que o parlamentar não pode ser punido criminalmente por ter omitido gastos da prestação de campanha eleitoral ao Senado em 2006.

De acordo com denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR), Nascimento deixou de declarar em sua prestação de contas na Justiça Eleitoral cerca de 15 mil reais em despesas com cartazes e banners. Ao julgarem a denúncia, os ministros entenderam que a conduta não constitui infração penal.

No processo, a defesa de Alfredo Nascimento alegou que o parlamentar não tinha conhecimento sobre os gastos e, por isso, não poderia declará-los.

(Com Agência Brasil)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Então o crime fique impune ? Justiça brasileira é uma grande bosta

    Curtir

  2. Qual é a novidade essa corja de vagabundos de toga absolver ladrões, corruptos?
    Vagabundo nunca condena vagabundo.

    Curtir

  3. PIZZARIA STF…Atendimento de toga :o)

    Curtir

  4. José Carlos Lopes de Oliveira

    Qual a novidade? Surpresa seria se absolvessem alguém que prestasse.
    Com inútil esse STF – de triste e vergonhosa lembrança – os safados estão nadando de braçado.

    Curtir

  5. Adilson Silva

    O STF vai de mal à pior! Cada dia que passa, alguns de seus membros no surpreendem com essa proteção excessiva de bandidos! O Ministro Marco Aurélio disse que a população está tão transtornada com tanta corrupção, que quer ver sangue! Senhor Ministro, não somos açougueiros, nem tampouco assassinos. O que nós temos é sede de Justiça, no que o Judiciário está nos deixando à míngua! A Justiça, vocês do STF, devem dar o povo a justiça, somente a justiça, nada mais! Se pelo menos fizessem isso, com imparcialidade, sem arrogância, sem falsas interpretações das Leis, sem enganar o povo, ficaríamos muito satisfeitos!

    Curtir

  6. O truque do “eu não sabia” ainda funciona?

    Curtir

  7. Evidente! Como condenar alguém com foro privilegiado? Isso não se faz! É para isso que ele existe!

    Curtir

  8. Talvez se tivesse roubado um sanduiche, uma pasta de dente ou um pedaço de chocolate…

    Curtir