Relatório de Zveiter e acordo sobre poupança nas manchetes do dia

Planalto acredita que relator Sérgio Zveiter apresente parecer favorável à denúncia contra Temer na CCj

A expectativa pelo parecer do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) sobre a denúncia contra o presidente Michel Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara está nas manchetes dos principais jornais nesta segunda-feira. Segundo o Globoexpectativa é por relatório técnico, sem juízo político, duro de ser contestado na votação. Já na Folha de S.Paulo, reportagem destaca acordo no Supremo Tribunal Federal (STF) para repor as perdas das cadernetas de poupança provocadas por planos econômicos.

O Estado de S.Paulo
Temer já espera parecer a favor de denúncia na CCJ
O Palácio do Planalto e seus aliados dão como certo que o relator Sérgio Zveiter apresente parecer nesta segunda-feira favorável à denúncia contra Temer por crime de corrupção passiva. Em articulações para assegurar os votos necessários na CCJ e no plenário, Temer recebeu os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), líderes governistas e ministros.

O Globo
Aliados avaliam ser difícil vitória de Temer na CCJ
A expectativa de políticos do entorno do presidente é que o relatório de Zveiter tenha caráter técnico e fortes argumentos jurídicos, sem juízo político da conduta de Temer, tornando difícil que os integrantes da CCJ votem contra o parecer. A cúpula do PSDB se reúne hoje para decidir a postura em relação ao governo e avalia que a aceitação da denúncia pode ser a gota d’água para deixar a base.

Folha de S.Paulo
Perda dos poupadores será paga com desconto
Um acordo definitivo para a reposição de perdas das cadernetas de poupança provocadas por planos econômicos deverá estar fechado até o início de agosto. Conduzida no âmbito do Supremo Tribunal Federal, a negociação não incluirá todos os prejudicados pelos pacotes de combate à inflação lançados pelo governo nas décadas de 1980 e 1990. O acordo tende a envolver, basicamente, os poupadores cobertos por ações coletivas.

Ninguém mais aguenta as turbulências desse governo
Apeado há pouco da liderança do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL) diz haver um “sentimento de que o governo já foi”, em entrevista ao jornal. Ele considera que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), é alternativa para uma “inevitável travessia”.

Valor Econômico
Economia resiste à piora da crise política
Os indicadores de atividade já conhecidos do mês revelam sinais mistos e os relatos de empresas e analistas sugerem que, após o “susto” de maio, persistiu a expectativa de melhora em relação a 2016.

Zero Hora
Produção e venda de veículos apontam para retomada no mercado automotivo do país
Após acumular queda de 45% em três anos, as vendas de veículos no mercado doméstico começam a reagir. Os emplacamentos de automóveis de passeio e comerciais leves voltaram a subir entre janeiro e junho, a primeira alta semestral desde 2013, mas revendedores, indústrias e especialistas avaliam que ainda vai demorar pelo menos seis anos para o país alcançar o nível de demanda de quatro anos atrás. Na indústria, a recuperação é mais forte, ajudada pelas exportações.