Pastor Marcos Pereira é condenado a 15 anos por estupro

Líder da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD) foi considerado culpado por estupro contra uma seguidora, em 2006, nas dependências de um templo

O pastor Marcos Pereira da Silva, fundador e líder da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD), foi condenado nesta quinta-feira a 15 anos de prisão por estupro. Os crimes sexuais atribuídos ao pastor foram cometidos nas dependências da instituição religiosa, em 2006, e tiveram como vítima uma seguidora da igreja.

Leia também:

Pastor Marcos Pereira é acusado de abusar de menores e de matar uma delas

Vítimas do pastor Marcos Pereira afirmam que estupros eram parte da salvação

Pastor Marcos Pereira é preso por estupro no Rio

“As testemunhas ouvidas relatam com firmeza como o acusado é uma pessoa manipuladora, fria, só pensa em si, utilizando-se das pessoas para satisfazer seus instintos mais primitivos e de forma promíscua, utiliza da boa-fé das pessoas para enganá-las. Pelo exposto e por tudo que dos autos consta, julgo procedente a pretensão punitiva para condenar Marcos Pereira da Silva, como incurso nas penas dos art. 214 c/c art. 226, II, ambos do Código Penal”, destaca a sentença, proferida pela 2ª Vara Criminal de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, reduto dos fiéis da ADUD.

Leia também:

Ex-funcionário acusa pastor Marcos Pereira de tramar rebeliões