Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Manifestantes ‘enterram’ políticos em Brasília

Lápides com nomes de políticos, como Fernando Collor, Renan Calheiros e Aécio Neves foram levadas para a frente do Congresso Nacional

Uma das principais pautas de reivindicação dos manifestantes de Brasília repudiava a lista fechada, que vem sendo defendida por vários políticos. No alto de um carro de som, a coordenadora do movimento Vem Pra Rua, Juliana Dias, discursou contra o modelo eleitoral proposto no Congresso, que considera “a coisa mais antidemocrática que existe”.

“Lista fechada é contra a democracia. É votar no partido e não mais nas pessoas e eles põem lá dentro quem eles quiserem. Essa é a principal pauta do dia”, explicou. No modelo, defendido pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, dentre outros parlamentares, os partidos definem previamente os nomes que estarão na disputa e o eleitor vota no partido e não mais no candidato.

Veja também

O ato, porém, terminou por volta do meio dia, com um enterro simbólico do que chamaram de “velha política”. Lápides foram levadas para a frente do espelho d’água do Congresso Nacional, ao som de uma marcha fúnebre. Em cada uma das lápides, a foto de um político. Fernando Collor, Aécio Neves, Gleisi Hoffmann, Jader Barbalho, Renan Calheiros, Edison Lobão, Jorge Viana foram lembrados, além do deputado Rodrigo Maia, Dilma Rousseff e Lula. Ao final, os manifestantes cantaram o hino nacional e se dispersaram.

Veja também

Os manifestantes também criticaram as tentativas de mudança das Dez Medidas contra a Corrupção. Uma faixa mencionava o senador Renan Calheiros, um dos que defendem alterações no projeto de iniciativa popular enviado ao Congresso: “Renan, abuso de autoridade é a autoridade abusar do dinheiro do povo”.

O projeto das Dez Medidas contra a Corrupção foi alterado para incluir a previsão de crimes de responsabilidade para punir juízes e membros do Ministério Público (MP) por abuso de autoridade. A tramitação do projeto acabou sendo suspensa pelo Supremo Tribunal Federal.

O número de manifestantes foi muito abaixo do esperado: cerca de 600, de acordo com a polícia.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Jorge Iório

    Certamente, os parlamentares, alvos dos protestos de hoje, irão dizer em plenário que “o protesto faz parte da democracia”, o que, não é novidade pra ninguém. Não creio que, a movimentação tenha sido suficiente para mudar a manobra que eles estão tentando fazer contra a vontade do povo que os colocou lá pois, a única garantia desses corruptos voltarem ao Parlamento, será através da imoralidade do voto fechado. Confiamos na Lava-jato para levar todos esses corruptos para a cadeia, onde eles deverão apodrecer por todo o mal que causaram ao país.

    Curtir

  2. José Carlos Lopes de Oliveira

    Espero sinceramente que essa fotografia se torne realidade. Não esquecendo daqueles do STF.

    Curtir

  3. Adilson Silva

    Pena que é só um enterro simbólico! Bem que poderia ser de verdade, dar adeus a esses crápulas, facínoras, usurpadores, bandidos, todos eles, sem exceção!

    Curtir

  4. Aí tds esses votam ano q vem, de q adianta toda essa bagunça?

    Curtir

  5. Hamilton Jgs

    Essas safados estão querendo dar um golpe no povo brasileiro impondo o que eles querem, ou melhor dar um golpe eleitoral e salvar eles e continuarem dando as cartas quando ganham as eleições e os eleitores fiquem como estamos sem poder fazer nada.Proponho que nós façamos um projeto de lei com assinaturas dos brasileiros que não querem mais o sistema eleitoral atual e levarmos ao congresso para que seja votado e aprovado com a pressão do povo.Vamos acordar gente só depende de nós .

    Curtir

  6. Francisco Martins

    É lógico que vão dizer que foram poucos, as pautas em muitas, etc!
    Mas sempre foi mais do que na convocação, em dia de semana, das eskerdas jurássicas!!!

    Curtir

  7. ViP Berbigao

    O Brasil está onde está por um conjunto de fatores e, infelizmente, o alinhamento dos Poderes/Astros é um só, ou seja, uma mão lava a outra e as duas lavam a cara.
    Ou somos tão inocentes para não perceber que apenas o trabalhador perde direitos enquanto os altos escalões da República aumentam seus privilégios e regalias? Tem rabo prezo aí? Não sei.

    Curtir