Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Corpo de estudante morto a facadas no Guarujá é enterrado

Mário Sampaio foi morto após discussão numa churrascaria no litoral paulista

O corpo de Mário Sampaio, de 22 anos, foi enterrado nesta quarta-feira no Cemitério da Saudade, em Campinas, interior de São Paulo. A família pediu punição aos assassinos do estudante, morto a facadas no Guarujá, na noite do dia 31.

“A pessoa não pode ficar impune, sem acontecer nada. Não vai diminuir a nossa dor. Mas esse cara pode continuar esfaqueando outras pessoas, acabando com a vida de outras famílias”, afirmou Valéria Sampaio, irmã do estudante, durante o velório. “Só acreditamos mesmo que ele se foi quando vimos o corpo.”

Segundo a polícia, Sampaio não concordou em pagar o valor de 19,90 reais pelo rodízio porque, quando entraram no estabelecimento, um cartaz na porta anunciava o preço de 12,99 reais. Mário reclamou com o gerente, que chamou o pai, dono do restaurante. A discussão se transformou em briga e, segundo testemunhas, Sampaio foi agredido por funcionários do restaurante.

Em seguida, o dono do restaurante pegou uma faca e deu três golpes nas costas do universitário, fugindo em seguida com o filho e os demais funcionários da churrascaria. Uma ambulância foi chamada, mas a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu.

Marcelo Marcondes, amigo do estudante morto e que estava com ele no local, disse que Mário morreu porque protegeu os amigos. “O Mário era um grande amigo, companheiro. Ele foi herói, protegeu a gente. Ele perdeu a vida para salvar a gente”, disse. O estudante havia concluído, em 2012, o curso de administração de empresas na PUC-Campinas.

(Com Estadão Conteúdo)