Causa da morte de Teori Zavascki foi politraumatismo

Laudo do IML concluiu que ministro do STF, vítima de desastre aéreo no litoral de Paraty, não morreu por afogamento

O laudo do Instituto Médico Legal de Angra dos Reis concluiu que a causa da morte do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi politraumatismo, e não afogamento. O corpo de Teori foi liberado na noite desta sexta-feira e segue para a Base Aéreo de Galeão, no Rio de Janeiro. De lá, parte para o Rio Grande do Sul, onde será realizado o velório.

O ministro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato no STF, morreu na queda de um avião no litoral de Paraty (RJ), na quinta-feira. O acidente vitimou outras quatro pessoas.

O velório está previsto para acontecer nesta sábado em Porto Alegre, partir das 11h, no Plenário do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). A cerimônia será aberta ao público, porém o sepultamento será restrito a familiares e amigos e deve ocorrer às 18h, no Cemitério Parque Jardim da Paz, localizado também na cidade.

As equipes de resgate que investigam a queda da aeronave encontraram nesta sexta-feira a caixa-preta que registra as conversas do piloto. O gravador será agora encaminhado ao Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes (Cenipa), em Brasília, para avaliação.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Paulo Bandarra

    Estava sem cinto?

    Curtir

  2. Foi sabotagem e não tempo. Motor esquerdo deu pane e a potência foi para o motor direito, fazendo com que a aeronave batesse de lado direito na água.

    Curtir

  3. Adilson Nagamine

    Morreu de Lava Jato

    Curtir

  4. Carlos G S Maldonado

    Essa queima de gente envolvida com o destino do pt e dos cangaceiros lideres da facção, tem que ter um fim. Ou o Brasil acaba com essa quadrilha ou essa quadrilha acaba com nós.

    Curtir