Nova fase da Lava Jato prende suspeito de ser operador do Petrolão em Portugal

Raul Schmidt Felippe Júnior é investigado por pagamento de propina aos ex-diretores da estatal Renato Duque, Jorge Zelada e Nestor Cerveró, já presos

A Operação Lava Jato deflagrou a 25ª Fase, chamada Polimento. Nela, a Polícia Judiciária e o Ministério Público de Portugal atenderam a pedido da Justiça brasileira e cumpriram mandados de busca, apreensão e prisão preventiva de Raul Schimdt Felippe Júnior, em Lisboa. Felippe tem nacionalidade portuguesa, por isso aguarda-se  o processo de sua extradição pela Justiça de Portugal. Ele vivia em Londres, onde tinha uma galeria de arte, e estava foragido desde junho de 2015, quando passou a ser procurado pela Interpol.

Felippe é investigado por  pagamento de propina aos ex-diretores da estatal Renato Duque, Jorge Zelada e Nestor Cerveró na intermediação de negócios entre a Petrobras e grandes empresas, como Samsung , Vantage Drilling e navios-sonda.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s