Blog Felipe Moura Brasil

Felipe Moura Brasil

Análises irreverentes dos fatos essenciais de política e cultura no Brasil e no resto do mundo, com base na regra de Lima Barreto: "Troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo".

sobre

Felipe Moura Brasil estreou este blog em 2013, após dez anos como cronista na internet. Idealizou e organizou o best seller de Olavo de Carvalho, "O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota". Autor da Editora Record, trabalha em dois livros previstos para 2016.

Senador baiano deixa o PT. O último a sair apague a luz

Walter Pinheiro é mais uma baixa para partido e governo em momento de debandada

Por: Felipe Moura Brasil

Pinheiro

Tchau, queridos

A debandada não é só da base aliada. É também no próprio Partido dos Trabalhadores.

Walter Pinheiro oficializou nesta terça-feira (29) sua desfiliação do PT, após 23 anos como membro.

O senador baiano preferiu ficar sem partido por enquanto a carregar no peito a estrela vermelha petista.

Ele permanecerá no cargo até 2017, sem que o PT possa requerer a vaga, já que se trata de cargo majoritário.

Só falta votar pelo impeachment de Dilma Rousseff também.

Eis a carta enviada por Pinheiro ao diretório municipal em Salvador:

“Decido encerrar, depois de uma reflexão profunda, minha única filiação. Agradeço pelas coisas boas, pelo apoio, pelas amizades, por tudo que vivenciei na vida pública e tudo que foi possível construir. Vou continuar cumprindo, com todo empenho, a jornada que o povo da Bahia me confiou.

Grato aos meus familiares, grato aos parceiros que constroem nosso mandato, grato aos amigos, aos companheiros, ao povo da Bahia e muito, mais muito grato a Deus que pela sua Graça tem me sustentado. Creio que, como diz o apóstolo Paulo, ‘combati o bom combate’. Permanecerei com o trabalho firme e mantendo minha Fé, Fé que é possível, Fé no Brasil e Fé na vida”.

O último a sair apague a luz.

Felipe Moura Brasil ⎯ http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Voltar para a home

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*