Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gilmar Mendes produziu uma versão debochada do poema de Drummond

Se um dia for processado e a pendência chegar ao Supremo, o ministro onipotente vai declarar-se isento para julgar o caso e absolver-se

Leia o poema Quadrilha, de Carlos Drummond de Andrade:

João amava Teresa que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili
que não amava ninguém.
João foi para os Estados Unidos, Teresa para o convento,
Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia,
Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes
que não tinha entrado na história.

Agora confira a versão debochada do poema famoso, produzida por uma toga que se acha onisciente, onipresente e onipotente:

Gilmar Mendes decidiu livrar da cadeia merecidíssima o delinquente Jacob Barata Filho, que é pai de Beatriz Barata Feitosa, que é mulher de Francisco Feitosa Filho, que é sobrinho de Guiomar Feitosa Mendes, que chama Gilmar de Gil e por ele é chamada de Gui porque forma com o ministro do Supremo Tribunal Federal um casal casado e também formou uma dupla que brilhou como padrinho e madrinha na festa de casamento de Francisco e Beatriz, que ficariam muito felizes se o pai e sogro escapasse da gaiola.

Indiferente aos laços que recomendam a um julgador declarar-se sob suspeição, Gilmar faz o diabo para manter em liberdade o meliante preso pelo juiz Marcelo Bretas, que cuida dos processos da Lava Jato no Rio. O ministro mandou soltar, o juiz mandou prender de novo, o ministro mandou soltar outra vez. Se um dia for processado e a pendência chegar ao Supremo, Gilmar decerto vai considerar-se suficientemente isento para avocar o caso, julgar a si mesmo e, naturalmente, absolver-se.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Boa noite caro Augusto. É de estarrecer como o ministro do Supremo, Gilmar Mendes faz questão de ser impopular. Ele agride verbalmente, manda soltar bandidos e cria polêmica atrás de polêmica sem constrangimento.O ministro é um critico mordaz de Rodrigo Janot, mas solta o empresario Barata a pesar de ter sido preso por corrupção…e é preso novamente e Gilmar manda soltar novamente…Isso é consequência das relações familiares que existe entre o ministro Mendes e o tal de Barata. Realmente o ministro não está nem um pouco disposto de arredar pé quando se trata de amigos, parentes ou políticos de sua preferencia…////Um forte abraço e até setembro quando terei o direito de ler 15 textos!!!Kitty

    Lamento, Kitty querida. Um beijo

    Curtir

  2. Augusto resolveu ser popular – Jovem Pan – e emburreceu de vez!
    Pense antes de escrever, pô!

    O que dizer de alguém que usa como codinomes “Carl” e ‘Exu” (no email)? Os idiotas estão por toda parte, amigos. AN

    Curtir

  3. Helvio Couto Gmes

    Que pena que eu não sou sobrinho do Gilmar Mendes: eu ia aprontar muita m….

    Curtir

  4. Carla L.S. Lieberman

    Gilmarzão é parte do problema. A parte principal, a pior; mas é apenas parte e não totalidade. Esse tipo – obviamente a serviço de bandidos, que lhe são bastante íntimos – aproveita a deixa dos legisladores e dá vida a uma interpretação estúpida de uma lei estúpida. O que significa ser “suspeito” num caso como esse? Eu e mais uns 200 milhões de brasileiros ultrajados achamos que é uma coisa, mas ele acha que é outra. Fazer o quê? Chorar? Não. Não dá pra ficar assim. É preciso denunciar, jogar no ventilador, espantar as moscas para mostrar quem tanto as atrai. Quero cumprimentar o Augusto, grande jornalista que optou pela honestidade, não apenas por se opor ao PT, e que faz a sua parte. Outros, lamentavelmente por aqui mesmo, querem encobrir a paixão das moscas. Uma pena. Eu, de minha parte, que dizer com todas letras: Gilmar é Bandido! Bandidão. Dos grandes. O braço judicial da corrupção. É nosso problema, pois.
    Não basta opor-se ao PT. Isso é fácil. Precisamos nos opor a tudo que se pareça com ele.

    Curtir

  5. Sonia Fausta Tavares Monteiro

    Tenho a impressão, Augusto, de que ele já faz isto, ou seja, não se acha isento para promover o próprio julgamento! Não recomendável para juízes que tenham um mínimo de decência e responsabilidade com o cargo que ocupam!

    Curtir

  6. Gilberto Mendes

    Tinhamos que exigir seu IMPEACHMENT, STF uma ABERRAÇÃO, a CASA dos CORRUPTOS.

    Curtir

  7. Juca Leiteiro

    Pois é. Em países sérios, certos ministros brasileiros não serviriam nem para trabalhar como carcereiros.

    Curtir

  8. Sonia Fausta Tavares Monteiro

    Pelo que percebemos. o ministro é mesmo o dono deste grande e submisso País! Manda e desmanda , como se nada pudesse interceptar o seu caminho e suas decisões , mesmo quando diz respeito ao que sentenciou um outro bem credenciado juiz! Será que vai ser sempre assim, ou será que a Justiça conseguirá falar mais alto do que ele?

    Curtir

  9. Perfeito! Oportuna lembrança do Poeta! Estamos vivendo uma época medíocre, com Instituições aparelhadas pelo pior tipo de homens públicos. O PT, Lula e os “intelectuais” que chegaram ao Poder no Brasil, envergonham à todos nós!!!

    Curtir

  10. Tadeu Passarelli

    INCRÌVELMENTE VAGABUNDO êsse “juiz”

    Curtir