Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Velocidade do 4G permanece estagnada no Brasil, diz pesquisa

Nos últimos seis meses, Claro, TIM, Oi, Vivo e Nextel não conseguiram acelerar o tempo de conexão com a internet

A velocidade de internet 4G no país permaneceu estagnada no último semestre, segundo estudo da britânica OpenSignal. Nenhuma operadora brasileira conseguiu acelerar o tempo de conexão com a internet. A pesquisa realizou mais de 6,4 bilhões de testes durante os meses de março e maio. Foram avaliadas as operadoras Claro, TIM, Oi, Nextel e Vivo.

OpenSignal considerou os seguintes parâmetros para o estudo: velocidade média de download, velocidade média de upload e menor latência (qualidade da internet). A pesquisa indicou que a Claro é a operadora que oferece o melhor 4G do país, com velocidade de 28,1 Mpbs (megabit por segundo) para downloads. No quesito, a Oi fica em última colocação – com velocidade de 13,1 Mpbs.

O envio de arquivos também é melhor com a internet da Claro, com 9,2 Mpbs. A Oi também apresentou o pior resultado entre as operadores avaliadas, com 4,9 Mpbs. Na avaliação por região, a Nextel obteve o mesmo resultado que a Claro na cidade de São Paulo. No Rio de Janeiro, o upload de arquivos da Vivo tem a mesma qualidade da Claro.

A Oi oferece melhor qualidade de internet do que as concorrentes nas cidades do Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

De acordo com o estudo, a oferta de 4G no país cresceu – mesmo com a estagnação da velocidade. Atualmente, a TIM é a empresa com maior cobertura. Os usuários conseguem conectar-se à internet em 75,9% das tentativas. A pesquisa completa está disponível no site da OpenSignal.

Procurada, a Vivo informou que investe continuamente em infraestrutura. “Em 2018 a empresa implantou a cobertura 4G em 2.850 municípios e a tecnologia 4,5G em 641 municípios. No triênio 2018-2020, o montante de 26,5 bilhões de reais destina-se sobretudo à expansão da rede 4G e da fibra ótica”.

A Oi afirmou que oferece cobertura 4G em 831 municípios do País e está se readequando para oferecer funcionalidades da tecnologia 4,5G em 26 localidades do país em 2018. “Esse projeto, associado aos investimentos na rede base e de transporte, e a sua grande capilaridade de fibra no país, trarão uma melhoria contínua na experiência de uso de dados para os clientes”.

As operadoras Claro, TIM e Nextel não retornaram o contato até a publicação da matéria.