Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Velocidade do 4G no Brasil melhora, mas cobertura é baixa

Relatório da consultoria OpenSignal aponta que a velocidade de conexão no país é superior à média global, mas acesso continua precário

A velocidade da internet móvel 4G no Brasil melhorou nos últimos seis meses, mas a cobertura continua baixa. Os dados são de um levantamento feito pela consultoria OpenSignal.

A velocidade média da conexão no Brasil subiu para 20,34 megabits por segundo  (Mbps) no levantamento divulgado nesta quarta-feira. Em junho, a velocidade média era de 19,32 Mbps. O resultado colocou o país passar em 42º lugar, num ranking de 77 nações. A média global é de 16,66 Mbps. O topo da lista é ocupado por Singapura, com velocidade média de 46,64 Mbps.

Se em termos de velocidade o Brasil ficou acima da média global, o acesso ainda não é satisfatório. A consultoria registrou que apenas 59,31% das tentativas de conexão à rede 4G foram bem sucedidas, enquanto a maioria dos países se situa na faixa acima de 60%. No relatório passado, a taxa era de 55,29%.

A OpenSignal diz que notou uma estagnação no avanço da velocidade da tecnologia 4G pelo mundo, já que nenhum país ainda ultrapassou a marca dos 50 Mbps. A explicação é que muitas empresas de celular que já fizeram investimentos pesados na tecnologia parecem estar focadas em atrair consumidores para ela.

Nos países desenvolvidos, o esforço é para migrar os usuários da tecnologia anterior (3G) para a nova. “Consequentemente, temos visto muito mais foco na disponibilidade que na velocidade”, diz trecho do relatório. No Brasil, as faixas de frequência usadas pela TV analógica – que já foi desativada em cidades como São Paulo – e o sinal deve ser totalmente desocupado até o fim do ano que vem.