Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

TST faz proposta para evitar greve dos Correios

Negociação inclui reposição salarial pela inflação no período, medida pelo INPC, sem reajuste real

Para evitar uma greve nacional prevista para esta quarta-feira, 8, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) apresentou nesta terça 7 uma proposta de conciliação entre os Correios e seus funcionários.

Segundo o vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Renato de Lacerda Paiva, a proposta inclui reposição salarial pela inflação no período (com perdas de 3,68%), medida pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), sem reajuste real, e está condicionada ao fim dos planos de greve. Ou seja, a remuneração só será reajustada se a categoria desistir da paralisação  prevista para esta quarta, 8.

Os funcionários têm até quinta-feira, 9, para avaliar e votar a proposta em assembleia, enquanto os Correios têm até sexta-feira, 10, para se manifestar.

Procurada, a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) informa estar avaliando a proposta.

Os funcionários dos Correios reivindicam aumento salarial de 5% para a categoria e pedem a permanência de vários benefícios, como assistência médica, vale-cultura e programa de participação nos lucros ou resultados (PLR).