Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Operação em São Paulo investiga emissão de notas ‘frias’

Secretaria da Fazenda do estado identificou R$ 322 milhões em movimentações suspeitas em empresas da zona sul da capital paulista

A Secretaria da Fazenda de São Paulo faz nesta terça-feira uma nova etapa da Operação Quebra Gelo. A investigação mobiliza 24 agentes, que vão analisar 24 empresas na região sul da capital paulista, com o objetivo de detectar fraudes na emissão de notas fiscais “frias”.

 

O Fisco paulista identificou 322 milhões de reais em movimentações suspeitas, referentes a documentos fiscais possivelmente irregulares.  O que chamou a atenção das autoridades foram empresas recém-abertas ou que estavam paradas há muito tempo informarem valores expressivos em transações. O período investigado vai de janeiro de 2015 a dezembro de 2017.

Essas operações também geraram 42 milhões de reais em créditos de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Segundo a Fazenda estadual, as empresas suspeitas atuam em doze setores: alimentos, comércio varejista, eletroeletrônicos, produtos farmacêuticos, perfumaria, máquinas, equipamentos, metalurgia, minerais não metálicos, plásticos, borracha e têxtil e confecções.

A Operação Quebra Gelo já foi deflagrada em anos anteriores, também tendo como alvo a emissão de notas frias. Se confirmadas as suspeitas, as empresas terão cadastro estadual suspenso e serão instaurados processos administrativos contra elas, segundo o Fisco paulista. A Receita estadual pode também requerer a devolução das transferências de créditos de ICMS irregulares.