Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Na véspera, Black Friday já tem 1.164 reclamações de consumidores

Os principais motivos de queixas são propaganda enganosa, divergência de valores e problemas na finalização da compra

Muitas empresas decidiram antecipar as promoções da Black Friday, que oficialmente deveria acontecer somente amanhã, 23. Algumas fizeram uma Black Week e até mesmo a Black November, um mês todo de liquidação. A estratégia acabou antecipando também o registro de queixas de consumidores insatisfeitos com os descontos.

Levantamento do site Reclame Aqui mostra que foram registradas 1.164 reclamações sobre Black Friday entre as 11h de quarta-feira e as 12h desta quinta-feira. O principal motivo das queixas foi a propaganda enganosa: 13,2% dos casos.

Segundo o Reclame Aqui, essa tem sido a principal causa de queixas sobre a Black Friday nos últimos anos. Em seguida, aparecem reclamações sobre divergência de valores (6%) e problemas na finalização da compra (5,6%).

“Decidimos antecipar o monitoramento para acompanhar as empresas que já estão com promoções de Black Friday antes da data oficial. Até 2017, nosso monitoramento começava às 18h da quinta-feira antes do dia de megaofertas”, explicou o CEO Global do Reclame Aqui, Mauricio Vargas.

Segundo o Reclame Aqui, o consumidor que se informa melhor e com antecedência consegue se prevenir de tentativas se golpes e não cai em promoções fraudulentas.

O site também fez um ranking das empresas mais reclamadas até o momento e produtos que mais geraram queixas – televisão e smartphones e celulares lideram as reclamações (5,4%), seguido de tênis (2,7%), cartões de crédito (1,9%) e geladeira/refrigerador (1,4%).