Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Motoristas homens da Uber ganham mais do que as mulheres

Por hora, elas ganham 1,24 dólares (4,04 reais) a menos que os homens, segundo estudo da Universidade de Stanford em parceria com o aplicativo

Os motoristas homens da Uber ganham, em média, 7% a mais do que as mulheres, segundo estudo da Universidade de Stanford em parceria com o aplicativo de transporte. Por hora, elas ganham 1,24 dólares (4,04 reais) a menos que os homens. Os dados levam em conta a remuneração de motoristas da plataforma apenas dos Estados Unidos.

A diferença, segundo a Uber, reflete o horário da jornada de trabalho: o número de horas trabalhadas por homens é quase 50% maior, de acordo com a pesquisa.

A empresa nega que o resultado da pesquisa sinalize um tratamento diferenciado entre homens e mulheres. “O resultado é um pouco surpreendente porque a Uber usa um algoritmo cego [que não identifica o gênero do motorista e é responsável por calcular o lucro da corrida] para que os motoristas ganhem de acordo com o tempo e a distância das viagens”, informou a Uber em comunicado. “Nossa pesquisa também mostra que tanto as avaliações de motoristas quanto as taxas de cancelamento são aproximadamente equivalentes entre homens e mulheres e não encontramos evidências de que o gênero esteja gerando a discrepância de ganhos”.

A pesquisa identificou três fatores que contribuem para a disparidade salarial – nenhum deles envolve o gênero, e sim o perfil de cada motorista. A localização e o dia da semana em que dirige, por exemplo, influencia no ganho do condutor. Neste caso, os homens tendem a dirigir em lugares mais lucrativos.

Experiências anteriores do motorista (número de corridas realizadas) é outro fator importante. Um condutor com 2.500 corridas recebe cerca de 3 dólares (cerca de 9,78 reais) a mais por hora que um motorista com menos de 100 corridas. Segundo o estudo, os homens acumulam mais experiência que as mulheres porque dirigem mais a cada semana e é menos provável que eles deixem de trabalhar com a plataforma – consequentemente, também ganham mais com as corridas.

A velocidade ao volante também interfere nos ganhos, e os motoristas do sexo masculino dirigem 2,2% mais rápido. É mais lucrativo completar uma corrida rapidamente para iniciar a próxima e continuar acumulando ganhos, segundo a pesquisa.

Nos Estados Unidos, mais de 1,361 milhões de condutores cadastrados na Uber são homens. As mulheres totalizam 512.185 mil motoristas.

Segundo dados do estudo, mais de 60% dos motoristas da Uber deixam a plataforma seis meses depois de começar o trabalho.