Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Mercado mantém previsão de queda da Selic para 10% nesta 4ª feira

Reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) desta semana deve reduzir juro básico em 0,5 ponto porcentual, aponta pesquisa Focus

Por Da Redação 5 mar 2012, 08h45

As projeções para a taxa Selic no fim do ano foram mantidas em 9,50% para 2012 e em 10,50% para 2013

O mercado financeiro manteve a previsão de corte de 0,50 ponto porcentual na taxa básica de juros, a Selic, na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, na próxima quarta-feira. Segundo o relatório Focus, divulgado pelo BC nesta segunda-feira, as instituições financeiras preveem que a Selic cairá dos atuais 10,50% ao ano para 10% na reunião. A estimativa aparece tanto na mediana das projeções quando na média do Top 5 – grupo das cinco instituições que mais acertam as previsões no Focus.

As projeções para a taxa Selic no fim do ano foram mantidas em 9,50% para 2012 e em 10,50% para 2013.

Também não houve alterações, em relação ao relatório da semana passada, na previsão do ritmo de alterações desta taxa. O mercado prevê que a Selic cairá para 9,50% em abril, voltará a 10% em março do ano que vem e subirá novamente em maio e junho de 2013, para 10,25% e 10,50%, respectivamente.

Inflação – O mercado financeiro manteve suas previsões para a inflação neste ano, mas elevou novamente as estimativas para 2013 e para os próximos 12 meses, mostrou o relatório Focus. Os economistas ouvidos pelo BC preveem que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – o indicador oficial de inflação – encerre 2012 em 5,24%, mesmo valor da semana passada. O prognóstico para 2013, por sua vez, subiu para 5,20%, contra 5,11% no relatório anterior. A projeção para o IPCA em 12 meses subiu a 5,31%, após 5,28% na última pesquisa.

PIB – Em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), o mercado continua projetando crescimento de 3,30% neste ano, a exemplo do relatório anterior, mas elevou a estimativa para 2013 a 4,15%, ante 4,10%.

A estimativa para a taxa de câmbio no fim de 2012 foi mantida em 1,75 real por dólar. Para o PIB de 2011, que ainda não foi revelado, o mercado projeta crescimento de 2,82%.

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade