Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Mercado Livre barra aumento de taxas dos Correios na Justiça

A suspensão da alta nas tarifas de PAC e Sedex vale apenas para compras feitas por meio do site de comércio eletrônico

Por Da redação 6 mar 2018, 12h31

O site de comércio eletrônico Mercado Livre obteve uma liminar barrando o aumento das tarifas de entregas dos Correios. A decisão da Justiça Federal foi proferida no último dia 2. A medida também interrompe a cobrança de taxa extra de 3 reais para encomendas destinadas à cidade do Rio de Janeiro.

  • A suspensão do aumento nas tarifas vale apenas para compras feitas por meio do Mercado Livre. Os Correios afirmam que estão cumprindo a liminar, mas buscam derrubá-la judicialmente.

    O pedido à Justiça ocorre após a estatal anunciar aumento de até 51% nos preços de encomendas do tipo PAC e Sedex, que entram em vigor nesta terça. A estatal alega que o reajuste é periódico e acontece em razão de aumentos de custos.

    A taxa extra para o Rio de Janeiro também é reflexo desta alta, pois é preciso tomar medidas para garantir a segurança das operações e dos carteiros por causa do aumento da violência na cidade, segundo os Correios.

    O Mercado Livre iniciou na última semana uma campanha contra os reajustes, por considerar que estes prejudicam os compradores e vendedores de sua plataforma virtual. A empresa comemorou a decisão da Justiça Federal.

    “Com essa importante decisão, os usuários do Mercado Livre não serão impactados pelos aumentos impostos pelos Correios, confirmando a visão da companhia de como uma medida unilateral dos Correios pode impactar seriamente a inclusão geográfica, digital e econômica, especialmente para aqueles clientes das regiões mais remotas do país”, disse o site em comunicado.

    Continua após a publicidade
    Publicidade