Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Ibovespa atinge máxima em quase 5 meses com OGX e avanços nos EUA

Índice subiu 1,8% nesta quarta-feira, chegando a 55.973 pontos. Na semana, ganhos chegam a 5,3%

Por Da Redação
16 out 2013, 18h27

O principal índice da BM&FBovespa teve a sexta alta seguida nesta quarta-feira, após nova disparada da petroleira OGX e refletindo o otimismo quanto aos sinais de que um acordo para elevar o teto da dívida dos EUA pode estar próximo. O Ibovespa subiu 1,8%, a 55.973 pontos, maior nível desde o fim de maio, após ter superado os 56 mil pontos durante a sessão. Na semana, o índice já acumula ganho de 5,3%. O giro financeiro do pregão, inflado pelo vencimento de opções de Ibovespa e contratos de futuro, foi de 14,6 bilhões de reais.

Os líderes das maiorias democrata e republicana no Senado norte-americano, Harry Reid e Mitch McConell, afirmaram que senadores chegaram a um acordo para reabrir o governo e elevar o teto da dívida até 7 de fevereiro. A Câmara dos Deputados deve votar o assunto ainda nesta quarta.

Leia ainda:

Ação da OGX sobe 48% ante rumores de saída de Eike

Ações da OGX despencam após rumores de falência

Como reação aos avanços na discussão do impasse fiscal, os três principais índices dos Estados Unidos (Dow Jones, S&P 500 e a bolsa Nasdaq) subiram mais de 1% no pregão, movimento seguido pela bolsa brasileira. Contudo, grande parte da alta do Ibovespa nesta quarta foi provocada pela OGX, que subiu 38,24%, ampliando valorização de 48% da véspera.

A ação contribuiu com cerca de 640 pontos para a alta do índice, com investidores esperando que a empresa receba injeção de capital dentro de um plano de reestruturação, o que poderia ajudá-la a evitar um colapso. Na terça-feira à noite, o Conselho de Administração da OGX anunciou a demissão do presidente-executivo e convocou uma assembleia extraordinária de acionistas para destituir e eleger novos membros do Conselho, abrindo caminho para que Batista deixe o posto de chairman da companhia.

Continua após a publicidade

Leia também:

Ibovespa sobe 4,65% em setembro e tem melhor trimestre do ano

OGX pode ser primeira empresa do Ibovespa a quebrar

Continua após a publicidade

(com agência Reuters)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.