Clique e assine a partir de 8,90/mês

Greve Geral: Terminal Rodoviário Jabaquara amanhece fechado

Concedido para a iniciativa privada, sua estrutura estava aberta, mas o transporte para o litoral paulista foi interrompido por paralisação de motoristas

Por Guilherme Venaglia - Atualizado em 28 abr 2017, 07h28 - Publicado em 28 abr 2017, 07h24

Nesta sexta-feira, dia de Greve Geral contra as reformas trabalhista e da Previdência, o Terminal Rodoviário Jabaquara, na Zona Sul de São Paulo, amanheceu sem ônibus e com baixa procura. Concedido para a iniciativa privada, a estrutura do terminal estava aberta, mas o transporte para o litoral de São Paulo foi interrompido por conta da paralisação dos motoristas, que aderiram à paralisação convocada pelas centrais sindicais.

Partem do local ônibus para cidades do Litoral Sul paulista, e a circulação média diária é de 15.000 pessoas. O terminal rodoviário também é integrado à estação Jabaquara, da linha 1-Azul do Metrô e ao terminal de ônibus metropolitanos, que permanecem fechados.

O aposentado José, que não quis dizer seu sobrenome, de 81 anos, saiu pouco antes das 5 horas de casa para passar o feriado em São Vicente, mas não conseguiu embarcar. “Eu estava com a passagem comprada para as 6h20, mas agora me disseram que não vai sair, o jeito é ir para casa”, disse.

Além de viagens de turismo, o Jabaquara também é usado para quem trabalha na Baixada Santista. Suellem Nascimento, técnica em Saúde, tinha um compromisso profissional em Santos as 9h e reclama da falta de informação. “Eu liguei ontem e me disseram que não iam aderir. Estou sem emprego, uma pena que fizeram essa greve hoje”, reclama.

As vendas de passagens de ônibus foram suspensas. Quem já fez a compra, pode remarcar gratuitamente nos guichês do terminal, que funcionam normalmente.

Continua após a publicidade
Publicidade