Governo isenta taxa de importação sobre 281 bens de capital e informática

Segundo o Ministério da Economia, medida visa atrair investimentos ao país; motores a diesel, empilhadeiras e camas hospitalares estão entre os beneficiados

Por da Redação - Atualizado em 2 ago 2019, 13h55 - Publicado em 2 ago 2019, 12h56

O Ministério da Economia reduziu para zero a tarifa do Imposto de Importação de 281 bens de capital e de informática. A medida foi publicada nesta sexta-feira, 2, em portaria no Diário Oficial da União e passa a valer em dois dias. Entre os itens com a alíquota zerada estão motores, máquinas agrícolas e peças de impressoras.

Segundo o ministério, o objetivo é promover a atração de investimentos para o Brasil, desonerando os aportes direcionados a empreendimentos de alguns setores da economia.

As taxas zeradas valem até 2021. Ao todo, 260 bens de capital equipamentos utilizados para a fabricação de produtos para consumo tiveram a taxa de importação reduzida de 14% para zero. Desses, 240 representam novos produtos e outros 21 são renovações de isenção tarifária. Entre os bens afetados pela medida estão motores a diesel, empilhadeiras e guindastes.

Além disso, outros 21 bens de informática e telecomunicação, uma subdivisão dos bens de capital, terão a alíquota reduzida de 16% para zero. Entre eles estão dispositivos usados em impressoras e sistemas biométricos.

Publicidade

De acordo com a Secretaria Executiva da Câmara de Comércio Exterior (Camex), somente em 2019 um total de 1.189 bens tiveram suas tarifas zeradas, incluindo essas duas categorias.

Publicidade