Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

FMI saúda ‘progressos significativos’ em Itália e Grécia

Por Philippe Lopez 12 nov 2011, 09h06

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, saudou neste sábado os “progressos significativos” realizados sobre a situação política na Grécia e na Itália, países submersos na crise da dívida.

“O que desejamos no FMI é a estabilidade política e a clareza política nestes dois países. Acredito que ambos realizaram progressos significativos”, disse Lagarde em Tóquio.

“Celebro a nomeação do primeiro-ministro Lucas Papademos, que conheço bem e com quem poderemos retomar os trabalhos para analisar o pagamento da sexta parcela e prosseguir com as relações entre o Fundo e a Grécia”, destacou Lagarde.

O novo governo de coalizão grego é liderado por Papademos, ex-vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), e a Grécia precisa absolutamente da parcela de 8 bilhões de euros para antes de 15 de outubro.

“No que envolve a Itália, celebro também que o Senado tenha votado agora o plano de reformas submetido ao Parlamento. Esperamos para hoje a aprovação na Câmara”, prosseguiu Lagarde.

“O presidente do Conselho (Silvio Berlusconi) anunciou sua intenção de abandonar o cargo e suponho que haverá uma nomeação nos próximos dias, o que também será um sinal de credibilidade das instituições políticas, um dos elementos fundamentais para estabilizar a situação no plano geral”.

Continua após a publicidade
Publicidade