Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Empresa alemã lança site que facilita a busca por diaristas no Brasil

A Helpling chegou ao Brasil em setembro e permite que clientes cadastrados peçam on-line por serviços de faxina

Com as mudanças nas leis que regulam o trabalho doméstico, contratar um profissional da faxina tem ficado mais caro e mais difícil, especialmente nos grandes centros. Com isso, muitas famílias têm optado contratar diaristas, em vez de funcionários permanentes. Com a demanda em alta, os preços também subiram. É difícil achar nas grandes capitais, como São Paulo, por exemplo, uma faxineira que cobre menos de 100 reais. De olho nesse rearranjo do mercado, a Helpling, empresa alemã do segmento de limpeza, desembarcou no Brasil.

Eduardo Küpper Eduardo Küpper

Eduardo Küpper (/)

A empresa funciona como uma plataforma que conecta os trabalhadores autônomos às casas que necessitam de serviços de limpeza – uma espécie de Easytaxi das diaristas. Eduardo Küpper, sócio da empresa no Brasil – a sede fica na Alemanha – explicou ao site de VEJA que há um processo de seleção criterioso, que passa por testes e entrevistas para avaliar nível de experiência e qualificação. Os funcionários também são avaliados posteriormente pelos clientes e as reclamações avaliadas.

O preço do serviço é fixo – 20,90 reais por hora – e inicia no Brasil um hábito comum em países europeus, o de pagamento por hora – e não por dia. “Os brasileiros gostam de serviços mais demorados, então tivemos de adaptar o nosso modelo e estabelecer a contratação mínima de 3 horas e meia. Na Alemanha, por exemplo, é de duas horas”, contou Küpper.

Leia também:

Por que malhar na academia no Brasil custa o triplo do que nos EUA?

Dunkin’ Donuts decide retornar ao Brasil e quer abrir 150 lojas

Toda a intermediação – cadastro, pedido e pagamento – é feito pelo site da Helpling, visando trazer mais segurança para quem contrata o serviço. O repasse para os faxineiros é feito pela empresa. Na hora de cadastrar, o cliente precisa dizer ainda se quer uma limpeza mais completa dentro da geladeira, do fogão, dos armários e nas janelas. Isso acrescenta mais tempo (meia hora a uma hora) ao pedido final.

A residência padrão para a Helpling é um apartamento de dois quartos, de 60 metros quadrados. “O que pedimos é bom senso. Se a casa tiver muitos armários, por exemplo, é preciso contratar mais horas”, disse Küpper. O site exige ainda que algum morador esteja na casa para receber o funcionário e, assim, acertar os detalhes da faxina.

Animais – Ao finalizar a contratação, o cliente precisa detalhar seu perfil, inclusive se tem animais de estimação. Os bichos não interferem no preço do serviço, mas há quem não goste de trabalhar em casa com animais ou tenha algum tipo de alergia.

Para direcionar o melhor prestador de serviço a cada casa, o site usa algoritmos matemáticos que levam em conta os endereços de ambos, disponibilidade de horas, período do dia e habilidades exigidas. A limpeza básica inclui: sala (inclusive o lavabo), cozinha, banheiro e quartos.