Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Embraer faz recall de modelo de jatinho de Huck que transportou Lula

Em carta, empresa convocou 180 unidades de Phenom 300 por risco de perda de controle da aeronave

A fabricante de aeronaves Embraer comunicou que fará um recall de jatos executivos do modelo Phenom 300. O tipo de avião é exatamente o mesmo que levou Luiz Inácio Lula da Silva de Curitiba para São Paulo no último sábado, 9. O avião que transportou o ex-presidente pertence à empresa Icon Aviation, tem como um dos proprietários o apresentador Luciano Huck, e passará pela manutenção preventiva.

O motivo para a realização do recall, segundo a empresa, são casos de corrosão nas massas de balanceamento dos profundores (parte traseira da aeronaves) que podem provocar perda de controle da aeronave.

A Embraer informa que a revisão preventiva envolve 180 aeronaves da frota do modelo, que é de 500 aviões. Elas terão de passar por essa manutenção preventiva. O grupo compreende aviões com mais de 72 meses de fabricação, ou seja, produzidos até 2013. “Segurança da aviação se baseia nesse tipo de antecipação de possibilidade de falhas. Por isso, é tão segura”, disse um porta-voz da companhia.

Segundo a empresa, há possibilidade de um grupo de aeronaves ser mais suscetível  à corrosão. A Embraer então propôs um tempo menor para a revisão das aeronaves, de 3 dias ou cinco horas de voo, o que vier primeiro. Esse prazo vale para o grupo 1, de quem tem aeronaves consideradas mais suscetíveis à corrosão. As demais aeronaves serão incluídas no grupo 2, o qual terá a mesma data para cumprimento das inspeções, ou seja, 60 dias ou 100 horas de voo, o que ocorrer primeiro.

“Com foco em garantir a segurança das aeronaves, a Embraer está trabalhando meticulosamente para eliminar todas as possibilidades de restrições, minimizando o impacto das operações das aeronaves e resolver a situação o mais rápido possível”, informou a empresa em nota, enfatizando que nenhum incidente foi registrado.