Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dia das Mães deve injetar 17 bilhões de reais na economia

Segunda data comemorativa mais importante para o comércio brasileiro, que prevê alta nas contratações temporárias

O Dia das Mães é a segunda melhor data para o comércio brasileiro, atrás apenas do Natal. De acordo com pesquisa do Ibope Inteligência, 60% dos brasileiros pretendem comprar presentes. O gasto, em média, deve ser de 112 reais.

Outra pesquisa, realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), afirma que 74% dos brasileiros fazem ao menos uma compra no período, o que deve injetar mais de 17 bilhões de reais nos setores do comércio e serviços. O gasto médio deve ser de 153 reais  porém um terço dos entrevistados ainda não sabe quanto vai gastar no presente.

A pesquisa ouviu 767 pessoas em um primeiro levantamento e depois analisou 602 casos de 3 a 13 abril. As margens de erro, respectivamente, são de 3,5 pontos percentuais e 4,0 pontos percentuais para um intervalo de confiança de 95%.

A aceleração das vendas se reflete também no aumento das contratações temporárias. A Associação Brasileira do Trabalho Temporário (Asserttem) afirma que haverá alta de 10% nesse tipo de contratação neste ano, principalmente em indústria, estoque, logística e atendimento final do comércio. A expectativa da entidade é que o índice de efetivação desses trabalhadores temporários chegue a 15%. “O Dia das Mães é a terceira data sazonal que mais contrata trabalhadores temporários no ano e atende a essa necessidade transitória das empresas com eficiência”, observa Michelle Karine, presidente da Asserttem.

As vendas devem ter aumento entre 4,5% e 5% em relação ao ano passado, segundo a área de Indicadores e Estudos Econômicos da Boa Vista SCPC. Caso se confirme o crescimento, será o melhor desde 2013. “Depois de dois anos de queda, as vendas voltaram a crescer no ano passado”, explica o economista da empresa Flávio Calife (veja gráfico abaixo).

O aumento das vendas no comércio eletrônico é mais otimista. De acordo com a Tray, unidade de e-commerce da Locaweb, o valor total em vendas de produtos pela internet deve crescer 35% em comparação com o mesmo período do ano anterior. Tanto no Dia das Mães de 2016 como de 2017, houve aumento no faturamento de 38,33% e 39,91%, respectivamente. “As pessoas estão cada vez mais confiantes em comprar pela internet, tanto em relação à interação com os dispositivos quanto em relação à segurança dos dados”, explica Willians Marques, diretor-geral da Tray.

A pesquisa do Ibope Inteligência informa também que peças de roupas serão os presentes mais comuns (24%), seguidas de acessórios (bijuteria, óculos, chapéu, bolsa, cinto, entre outros), com 16%, flores (também 16%) e calçados, sem considerar tênis (13%). A pesquisa ouviu 2.002 pessoas com 16 anos ou mais em 142 municípios, entre os dias 12 e 16 de abril. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Dicas para comprar melhor

A Proteste e a Boa Vista SCPC sugerem dicas para não cair em roubadas neste Dia das Mães:

1 – Saiba o que vai comprar antes de sair de casa, pois ajuda a economizar.

2 – Compare os preços de pelo menos três estabelecimentos antes de fechar negócio.

3 – Fique atento a golpes por e-mail com promoções que na verdade não passam de vírus que se instalam nos computadores.

4 – Antes de comprar pela internet, veja a reputação da loja em sites e rankings.

5 – Não crie dívidas, por isso, planeje seus gastos.