Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dia das Mães: 46% pretendem voltar a comprar presente em 2018

De acordo com as buscas na internet, na data comemorada no dia 13 de maio os internautas também devem presentear com roupas, flores e chocolates

Para o Dia das Mães, que neste ano será celebrado em 13 de maio, já é possível perceber o comportamento dos consumidores de acordo com pesquisas realizadas no Google. A data, que é festejada sempre no segundo domingo de maio, é considerada, pelo varejo, a melhor do primeiro semestre. Neste ano, por causa da Copa do Mundo da Rússia, o comércio tem motivo em dobro para comemorar as vendas na primeira etapa do ano.

O Brasil tem hoje 67 milhões de mães e, segundo o Google, 72% dos usuários de internet celebram a data. Das pessoas que não compraram presente no ano passado, 46% pretendem gastar em 2018. De acordo com os entrevistados, 17% vão presentear esposas, 15% avós e 14% sogras. As filhas também serão agraciadas (5%). 

A maioria dos pesquisados pretende comprar perfumes e cosméticos, seguido por roupas, flores e chocolates, sendo os homens os mais propensos a dar esse tipo de produto, assim como eletroportáteis e smartphones.

        Cerca de 70% das mães acessam a internet, número nunca antes registrado. Quando perguntadas sobre quais presentes elas desejam comprar nos próximos meses, os smartphones e TVs apareceram na lista de dez mais.

        O comércio on-line pode comemorar, pois quem deseja comprar pela internet está disposto a pagar um tíquete médio 14% maior. Entretanto, dados do Waze mostram que, em 2017, requisições para lojas físicas no aplicativo de localização cresceram 43%, sendo 46% para lojas de beleza, 30% para moda e 15% para shoppings.

        Há os que se programam antes, ou seja, que começam a pesquisar com cerca de um mês de antecedência, mas o pico das buscas por presentes é na semana anterior à data.

        Outro tipo de busca que cresce é por serviço, principalmente antes e durante o evento. Em 2017, as pesquisas por salões de beleza tiveram aumento de 57%. Já o interesse por restaurantes subiram 26%, serviços de SPAs 23% e passagens áreas 17%.

        No ano passado, houve melhora no consumo na data. Em comparação às vendas de 2016, o crescimento foi de 16% no e-commerce e 4% no total do varejo.