Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Com celular que projeta vídeos, Quantum mira outros países

Empresa brasileira de celular começará a vender seus aparelhos na Argentina, Chile e Uruguai

Por Da redação Atualizado em 30 ago 2017, 13h56 - Publicado em 30 ago 2017, 13h09

A Quantum, divisão de smartphones da Positivo, prepara sua expansão para o mercado internacional. A empresa começará a vender seus produtos na Argentina, Uruguai e Chile.

As operações no Paraguai já começaram. Thiago Miashiro, head of business da Quantum, diz que a operação na Argentina será iniciada ainda neste ano. “As vendas no Uruguai e Chile devem começar entre o final de 2017 e o começo de 2018”, afirmou.

O plano de expansão vem acompanhado de dois lançamentos no segmento de smartphones: os modelos o Sky e o V. Esse último traz uma novidade para o mercado: um projetor de imagens em HD embutido no celular. A ideia é permitir que o consumidor possa projetar vídeos diretamente do celular em qualquer parede ou tela.

  • “É muito prático ter um celular que projeta vídeos. Além de atender a demanda doméstica, de livrar a pessoa de assistir a vídeos em telas pequenas de celular, o produto também deve ser bem aproveitado por escolas e empresas, que não contam com um aparelho projetor”, diz Miashiro.

    O Quantum V custa a partir de 1.799 reais. O aparelho já pode ser reservado no site da empresa, mas a entrega começa apenas em novembro.

    Continua após a publicidade

    Já o Quantum Sky começou a ser vendido à 0h de hoje no site da empresa – ele custa a partir de 1.349 reais. Entre os diferenciais do modelo está a bateria, que promete durar mais de um dia. O aparelho recupera 50% da carga com apenas 30 minutos de carregamento, segundo o fabricante.

    Pesquisa

    Miashiro diz que a Quantum fez uma pesquisa para definir as especificações do Sky com base nos atributos mais valorizados pelo consumidor. O levantamento identificou que o usuário gosta de aparelhos com alta capacidade de memória interna. O Sky vem com memória RAM de 4 GB e os 64 GB de armazenamento, podendo expandir para 256 GB. Diferentemente de outros aparelhos da marca, vem com câmera e flash frontais.

    “Aparelhos com 16 GB já não são suficientes para suportar os aplicativos que os usuários gostam de utilizar. Se é uma pessoa que baixa música e filme, 64 GB é o mínimo necessário. Se não der, dá para expandir”, diz o executivo.

    A empresa não revela expectativa de venda para 2017, mas informa que aumentou sua base de clientes em 88% desde janeiro.

    Para anunciar os novos modelos, a Quantum contratou o jogador Neymar como garoto-propaganda. “Tanto ele quanto o pai se identificaram com nossa história: uma empresa brasileira que está querendo ganhar o mercado internacional”, diz Miashiro.

    Celular Quantum V, com função de projeção de telas
    Celular Quantum V, com função de projeção de telas Quantum/Divulgação

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade