Clique e assine com 88% de desconto

Com ação agressiva do BCE, Ibovespa sobe 2,56%

Confirmação de que a autoridade monetária europeia comprará bônus soberanos no mercado secundário animou os investidores

Por Da Redação - 6 set 2012, 18h23

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, confirmou nesta quinta-feira o que havia sido ventilado nos mercados na véspera – uma ação mais agressiva da instituição para lidar com a crise da dívida da região – e investidores de todo o mundo reagiram com entusiasmo. No Brasil, não foi diferente. O índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Ibovespa) fechou o pregão com alta considerável de 2,56%, para 58.321 pontos. Desde o dia 28, o indicador não passava dos 58 mil pontos.

Com o resultado do dia, o Ibovespa encerrou a semana e o mês com ganho acumulado de 2,21%. Nesta sexta-feira, devido ao feriado do Dia da Independência, não haverá negociação. No ano, o avanço da bolsa paulista é de 2,76%. O giro financeiro somou 6,862 bilhões de reais.

Europa e EUA – A autoridade europeia anunciou que irá comprar bônus soberanos no mercado secundário, no que chamou de transações monetárias completas (MOT, na sigla em inglês). As compras estão atreladas ao pedido de resgate financeiro por parte dos países endividados.

Faltando um pouco mais de uma hora para o fechamento dos negócios, a Bovespa começou a engatar um movimento de renovação de máximas. “Os investidores fizeram os ajustes de última hora para saírem rumo às estradas”, brincou um operador, lembrando ainda que o fluxo financeiro foi mais forte pela manhã e liderado por investidores estrangeiros.

Publicidade

“Não foi nada de novo. O Draghi ratificou o que já tinha deixado vazar. Além disso, a ADP também ajudou”, disse o operador, em referência ao ADP Employment Report – relatório sobre a criação de empregos no setor privado no Estados Unidos, que, na edição desta quinta-feira, apontou a adição de 201 mil postos de trabalho novos. O especialista, no entanto, ressalta que a divulgação do relatório oficial de emprego dos EUA (payroll) nesta sexta pode apagar parte deste entusiasmo. “Nas últimas divulgações, a ADP indicou uma coisa e o payroll outra. Isso pode frustrar os negócios e a bolsa só vai reagir na segunda-feira”, disse.

Destaques – As ações ordinárias (ON) da Petrobras subiram 2,54% e as preferenciais (PN), 1,99%, também acompanhando o preço do petróleo no mercado internacional. Na Nymex, o contrato da commodity com vencimento em outubro encerrou com ganho de 0,18%, a 95,53 dólares por barril.

Já os papéis da Vale terminaram com ganhos de 4,61% a ON e 4,70% a PNA (preferencial do tipo A) – a última figurou entre os destaques de alta do índice.

Entre as siderúrgicas, a Usiminas, que na quarta-feira subiu mais de 10%, hoje registrou ganho modesto, de apenas 1,16%. Gerdau PN mostrou valorização de 5,42% e Gerdau MetalúrgicaPN, de 5,83% – as duas também figuraram entre os destaques de valorização do Ibovespa. Já CSN subiu 1,7%.

Publicidade

O lado negativo do índice foi comandado pelo setor de energia elétrica. Copel PNB caiu 1,57%, Cesp PNB recuou 1,52%, Transmissão de Energia PN, -1,51% e Eletrobras ON, -1,29%.

Em Nova York, o índice Dow Jones terminou com ganho de 1,87%, o S&P 500 subiu 2,04% e o Nasdaq, + 2,17%.

(com Agência Estado e EFE)

Publicidade