Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

China pede que EUA retirem sanções contra suas empresas de tecnologia

Na quinta-feira 10, representantes dos dois países vão se encontrar em Washington para retomar as negociações sobre o conflito comercial

O Ministério do Comércio da China pediu, nesta quarta-feira 9, que os Estados Unidos retirem as limitações impostas na véspera às suas empresas de tecnologia e advertiu que, caso não seja atendida, vai utilizar “qualquer medida necessária” para defender os interesses do país de forma “resoluta”.

A decisão dos Estados Unidos de impedir que um grupo de companhias chinesas adquira tecnologia americana, sob a alegação de que tais empresas oferecem meios para que Pequim reprima minorias muçulmanas, representa uma “interferência em assuntos internos”, segundo o comunicado do Ministério do Comércio chinês.

Na quinta-feira 10, representantes dos dois países vão se encontrar em Washington para retomar as negociações sobre o conflito comercial que se arrasta desde o ano passado.

Empresas dos Estados Unidos de todos os ramos – de chips de computadores a tratores- têm dito que as guerras tarifárias do presidente norte-americano, Donald Trump, incluindo disputas com a China e tarifas globais sobre aço, tiveram um impacto sobre elas. Até mesmo para alguns dos esperados favorecidos, como siderúrgicas, os benefícios das tarifas do presidente não estão inteiramente claros.

(Com Estadão Conteúdo)